Apresentado no Corinthians, Jonathas chega "para somar"

(Foto: Reprodução)

Depois de vencer o Cruzeiro por 2 a 0 na última quarta-feira, no Mineirão, o dia seguinte do Corinthians foi marcado pela apresentação de seu mais novo reforço. Trata-se do atacante Jonathas, que estava no Hannover, da Alemanha.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Apesar de alto, o jogador fez questão de destacar suas principais qualidades: “Todos aqui no Brasil quando vê um jogador alto, já fala ele é duro, vai ficar só ali na área, eu sou um jogador grande, mas também tenho versatilidade, eu posso desenvolver muito bem as duas funções”, afirmou o atacante.

QUER SABER MAIS SOBRE O CORINTHIANS? CLIQUE AQUI.

O técnico Osmar Loss conta com Roger como o titular da camisa 9. Mesmo com a provável disputa de posição entre os dois centroavantes, Jonathas garante que chega ao Timão para somar: “Eu não tenho que vir aqui para disputar com ninguém, vim para ajudar o Corinthians. Um time da grandeza do Corinthians tem que ter mais de um jogador de qualidade”, frisou o jogador.



O último grande centroavante do clube foi Jô, artilheiro do Campeonato Brasileiro do ano passado, e peça fundamental para o time comandado, na época por Fábio Carille se sagrar campeão nacional. Inevitavelmente, surgem as comparações. Porém, o mais novo atacante do clube fugiu de qualquer paralelo, fez elogios ao antecessor e ao colega Roger:

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

“Com certeza, eu vinha acompanhando o Jô, fez um excelente brasileiro, qualidade enorme, foi muito feliz no Corinthians, tem o Roger que é muito bom jogador, eu vim para somar, fazer meu trabalho, assim como nos clubes que eu passei lá for, agora sei o que é o Corinthians, cada dia mais estou surpreendido com o CT, vejo a nação corintiana no dia a dia, com mensagens, tudo, agora é trabalhar”, disse o atleta.



Entretanto, a última temporada não foi das melhores para Jonathas, que enfrentou problemas, e classificou como a pior ao longo de sua trajetória como profissional, disputando apenas 13 jogos e anotando três gols: “Joguei pouco porque tive lesões, crises de enxaqueca, quando eu fico parado e me machuco, fico querendo voltar a jogar, isso me prejudicou. Foi o pior ano da minha carreira, não estava costumado a ter essas lesões que eu tive”, explicou o centroavante.

Por fim, ainda não disse quando estará em campo vestindo a camisa do Todo Poderoso, mas garantiu que quer estar à disposição de Loss o mais rápido possível: “Isso é meio difícil, cheguei agra, comecei a treinar. Por mim, amanhã estaria em campo, mas tem profissionais capacitados, para ver até que ponto que eu estou, tenho certeza absoluta que quando puder vou estrear.



Os comandados de Osmar Loss se preparam para enfrentarem o Grêmio, no próximo domingo às 11h00 (horário de Brasília) em mais um amistoso durante o período da Copa do Mundo. A partida será na Arena Corinthians, em Itaquera.

Conteúdo publicado originalmente no site Gazeta Esportiva

RECEBA NOTÍCIAS DO CORINTHIANS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!