E agora, Renato? Com Marinho, Grêmio tem ao menos seis opções para o ataque

(Foto: Reprodução)

Opção é o que não vai faltar. Depois de terminar o primeiro semestre com muitos jogadores lesionados, o ​Grêmio deve retomar as disputas do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores com o departamento médico zerado. Soma-se a isso a chegada de Marinho e fica evidenciada uma grande disputa por posição no ataque tricolor.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





A princípio, Luan, Everton e André continuam como titulares. Mesmo que o centroavante não tenha ido bem até o momento, o tempo para treinar é visto como um aliado - claro, se ele seguir na Arena, já que o mundo árabe estaria de olho em seu futebol. Além deles, Jael é sempre uma alternativa, e Alisson está recuperado de lesão. Por fora, correm nomes como Thaciano e Thonny Anderson, que são mais de armação e foram utilizados com frequência na metade inicial da temporada.

QUER SABER MAIS SOBRE O GRÊMIO? CLIQUE AQUI.

Thonny, inclusive, chegou a jogar como home de referência, que não é sua função. “Sou um meia centralizado, mas se precisar atuar como centroavante ou falso 9, estou à disposição”, disse ele, ao elogiar também a contratação de Marinho. “É um jogador experiente e vem para nos ajudar.” Neste contexto, também é preciso levar em contar o iminente retorno de Douglas à equipe principal e a possível investida em mais um meio-campista. Ou seja, o técnico Renato Portaluppi terá um vasto elenco em suas mãos. O primeiro compromisso oficial é dia 18 de julho, contra o Atlético-MG, pelo Brasileirão. Já em agosto ocorrerão os duelos das oitavas de final da Libertadores, contra o Estudiantes-ARG, e das quartas de final da Copa do Brasil, diante do Flamengo.



Conteúdo publicado originalmente no site 90min

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

RECEBA NOTÍCIAS DO GRÊMIO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!