Com interessados em Veríssimo, presidente do Santos manda recado: "Pressão não funciona"

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Os empresários de Lucas Veríssimo e um representante do Torino reclamaram da demora do Santos em responder ao interesse do clube italiano. E o presidente responde: não há pressa.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Procurado pelo Lyon-FRA, que prometeu uma proposta até quarta-feira, José Carlos Peres quer aguardar pelo maior valor. Os agentes do zagueiro afirmam que a proposta de 10 milhões de euros (cerca de R$ 45,3 mi) do Torino tem validade até segunda-feira (2). A diretoria do Peixe alega que nada oficial chegou e que há apenas um pedido de assinatura de uma carta mostrando o valor que o clube pretende receber.

QUER SABER MAIS SOBRE O SANTOS? CLIQUE AQUI.

“Já disse a eles (empresários) que o Santos não tem pressa, vai vender pela melhor proposta. E ninguém pautará o clube, muito menos empresários intermediários! Vamos vender no melhor preço e no nosso tempo, portanto, pressão não funciona”, disse o presidente do Santos, em contato com a Gazeta Esportiva.



Diferentemente do Alvinegro, o Torino tem pressa já que a pré-temporada europeia começou e o time sente a falta de um defensor. Peres, porém, acredita que o Lyon pode oferecer mais do que os 10 milhões de euros durante a semana. O Olympique, também da França, foi outra equipe a demonstrar interesse.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

O presidente Peres disse à imprensa que esperava 10 milhões de euros para liberar Veríssimo, só que há um porém: ele quer € 9 milhões (R$ 40,7 mi) pelos 80% dos direitos econômicos do Peixe. Dessa forma, o jogador (10%) e seus empresários Marcos Ribeiro e Aparecido Inácio (5% cada) precisariam de acordo para dividir 1 milhão de euros (R$ 4,53 mi).



Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports

RECEBA NOTÍCIAS DO SANTOS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!