Grêmio dá negócio com Santos por encerrado e anuncia 'fico' de Jailson

(Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Jailson vai ficar no Grêmio. Nesta sexta-feira (29), o clube gaúcho anunciou que encerrou as conversas com o Santos e definiu que o volante seguirá no elenco comandado por Renato Gaúcho. A negociação caiu após demora por parte do clube paulista. Na Vila Belmiro, a operação ainda estava sob análise por envolver investidor.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





O Grêmio havia recebido oferta de 3 milhões de euros (R$ 13,6 milhões na cotação atual) do Santos para negociar Jailson e deu seu aceite. Faltou acerto entre os dirigentes santistas e investidores que iriam emprestar dinheiro para realização do negócio.

"Existia interesse, negociação em andamento. Mas não houve acerto entre as partes e o Jailson continua aqui. Não tem mais nenhuma conversa com o Santos. A gente encerrou as conversas. Se eles quiserem retomar, ok. Mas não há acordo. Para a gente, o Jailson fica e continua cumprindo contrato", disse André Zanotta, diretor executivo de futebol do Grêmio.



No final da semana passada, o Santos falou com o Grêmio e pediu um prazo maior para responder sobre a transferência. Na segunda-feira, os dirigentes gaúchos esperavam uma definição e ela não veio. A partir de então, Jailson foi avisado de que iria treinar normalmente.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Aos 22 anos, Jailson está no Grêmio desde 2014 e terminou o ano passado como titular. No início desta temporada, o Hoffenheim-ALE demonstrou interesse no volante. O Santos, contudo, foi o único a apresentar oferta. A proposta era tão boa que o jogador chegou a ser retirado das últimas duas rodadas do Campeonato Brasileiro antes da Copa do Mundo para não inviabilizar acerto.



Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte