Apesar de insatisfeito, Abel deve permanecer no Fluminense

(Foto: Mailson Santana/Fluminense F.C.)

A quarta derrota consecutiva do Fluminense no Campeonato Brasileiro veio no 1 a 0 para o Santos no Maracanã. A insatisfação do técnico Abel Braga com os problemas do clube é visível. O treinador vem cobrando a necessidade de se contratar reforços e também está incomodado com os atrasos salariais. Porém, a principio, ele não deverá pedir demissão, conforme chegou a ser ventilado nos corredores do clube.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Abel Braga conversou com os jornalistas sobre a situação e cobrou publicamente reforços.

QUER SABER MAIS SOBRE O FLUMINENSE? CLIQUE AQUI.

“Não digo que o nosso grupo não tem qualidade, não é isso. Mas está faltando peças de reposição. Quando o grupo estava completo as coisas estavam funcionando dentro de campo. Neste momento estão faltando peças. É um momento oportuno. Para deixar algumas coisas e atitudes extremamente corretas de lado para ir buscar mais jogador”, disse Abel, pedindo abertamente para a diretoria diminuir a rigidez financeira.



Contra o Santos ele não pôde escalar os laterais Gilberto e Léo, com lesões no tornozelo direito, com o atacante Marcos Júnior, com lesão na coxa esquerda, e nem com os zagueiros Renato Chaves e Gum e com o lateral Ayrton Lucas, todos preservados por conta de risco de lesão.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

“Uma situação muito complicada, mas o que tenho que falar falo para o presidente e para a diretoria”, disse Abel.



Os jogadores do Fluminense foram liberados depois do jogo para um período de folga, que vai até 26 de junho, data da reapresentação. O Campeonato Brasileiro foi paralisado por conta da disputa da Copa do Mundo. O primeiro compromisso oficial será o clássico contra o Vasco, no dia 19 de julho.

Conteúdo publicado originalmente no site Gazeta Esportiva



RECEBA NOTÍCIAS DO FLUMINENSE DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!