Sem Fred, Seleção faz treino aberto para quatro mil pessoas em Sochi

A Seleção Brasileira entrou na última semana de preparação para a Copa do Mundo ainda com um desfalque nos treinamentos com o grupo. Recuperando-se de um trauma no tornozelo direito, o volante Fred segue sem participar das atividades comandadas por Tite. Em trabalho realizado na manhã desta terça-feira em Sochi, o primeiro da Seleção em solo russo, o jogador fez exercícios com fisioterapeutas em um campo anexo e logo retornou ao hotel onde o Brasil está concentrado. Trata-se, porém, de um quadro de evolução, mesmo tímida, já que foi a primeira vez que ele fez esse treino após se machucar na semana passada.

Fred foi a única baixa da atividade aberta ao público, seguindo a programação da Fifa de que cada seleção tenha pelo menos uma atividade assim. Cerca de quatro mil ingressos foram distribuídos para moradores locais, a maioria de crianças de ensino público.

Em campo, os titulares contra a Áustria no último domingo fizeram atividade mais leve, voltado para a recuperação. Inclusive Neymar, que teve seu nome cantado a todo momento por torcedores, como de praxe. Os demais foram mais exigidos pela comissão técnica, com exercícios técnicos.

Após um longo aquecimento, o grupo fez treino de 1 contra 1, 2 contra 1 e 3 contra 2 em direção ao gol. A atividade serviu para confirmar a recuperação de outros jogadores que já tiveram problemas físicos durante a preparação, casos do lateral-direito Fagner, o meia Renato Augusto e o atacante Douglas Costas. Os três treinaram sem restrições.

Ao fim da atividade, alguns jogadores e os goleiros treinaram cobranças de pênalti, supervisionados pelo preparador de goleiros Taffarel. Toda a atividade foi acompanhada por Antonio Carlos Nunes, atual presidente da CBF, e Rogério Caboclo, o próximo chefe da entidade.

A Seleção volta a treinar em Sochi em dois períodos. Apenas o da tarde será aberto aos jornalistas.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!