Flamengo e empresário de Paquetá se reúnem em breve; diretoria quer renovar e aumentar a multa

(Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)



Lucas Paquetá está na crista da onda. Ele é destaque do Flamengo na temporada e está presente na lista de suplentes do técnico Tite para a Copa do Mundo. Com essa evolução constante, o meia pode estar sendo analisado por clubes do exterior. Com receio de perder o jovem, o Flamengo já se movimenta para estender o vínculo do jogador, que é até dezembro de 2020, e aumentar a multa rescisória, atualmente de 50 milhões de euros para times de fora do Brasil.

O primeiro passo no processo foi dado: o Flamengo agendou uma reunião com o empresário de Paquetá, Eduardo Uram, para os próximos dias. O encontro vai acontecer assim que o agente retornar da Europa. Em contato com a reportagem por telefone, Uram, como de praxe, não entrou em detalhes, disse que a pauta do compromisso vai ser "tema livre" e não quis revelar se é para apresentar propostas pelo meia rubro-negro, mas o "assunto Paquetá" vai ser abordado.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





LEIA MAIS
- Trauco é convocado pela seleção peruana e desfalcará o Flamengo
- Presidente do Flamengo diz que solicitou pedido à CBF contra convocação e diz: 'Estamos indignados'
- Flamengo ganha desfalque de última hora e deve ter terceira opção contra o Atlético-PR
- Vinicius Jr. parabeniza Paquetá por convocação: "Você é um fenômeno"; veja


Em entrevista ao Esporte Interativo, Carlos Noval, diretor de futebol do Flamengo, disse que a diretoria está disposta a fazer o esforço necessário para não correr o risco de perder Lucas Paquetá, mas ressaltou que todo jogador tem multa rescisória e lembrou que o time interessado pode pagar o montante.

QUER SABER MAIS SOBRE O FLAMENGO? CLIQUE AQUI.

"O desejo para todos seria isso. Mas eles têm uma multa rescisória. Se pagarem essa multa, a gente não pode fazer nada. A ideia é fazer isso, para que o jogador fique por mais tempo. Sim (se está negociando a renovação). Isso é uma coisa que já está sendo analisado".

Recentemente, o Flamengo acertou a renovação de Cuéllar. O colombiano tinha vínculo até janeiro de 2020 e estendeu até junho 2022. A ideia da diretoria é apresentar um projeto parecido ao meia Paquetá, com multa rescisória que gira em torno de 70 milhões de euros para o exterior (o Globoesporte.com informou, e o Esporte Interativo confirmou).

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Cuéllar, inclusive, foi perguntando em coletiva de imprensa sobre Vinicius Junior, que faz a sua despedida nesta quarta-feira (13), e a possibilidade de Lucas Paquetá sair no meio da temporada. O colombiano ressaltou o trabalho da diretoria para manter os jogadores na equipe.

"Eu estou pensando no jogo de amanhã, em aproveitar se eles estiverem no jogo do Flamengo. Aproveitar a qualidade que eles têm. O Vinicius e o Paquetá são caras que eu admiro muito, são craques, são caras que eu acho que têm muito futuro pela frente. Então se for o último jogo, espero que não seja, espero que eles consigam dar o máximo para fechar o semestre de grande forma! A diretoria do Flamengo tem feito um ótimo trabalho e com certeza se eles saírem vai chegar alguém muito qualificado para suprir a ausência".

O Flamengo tem o último compromisso antes da parada para a Copa do Mundo nesta quarta-feira (13), contra o Palmeiras, em São Paulo, às 21h (de Brasília), pelo Campeonato Brasileiro. Após o jogo, os atletas recebem folga e se reapresentam apenas no dia 25 de junho.

Conteúdo publicado originalmente no site Esporte Interativo

RECEBA NOTÍCIAS DO FLAMENGO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!