Brasileiro 'expert' no Al Hilal aconselha Carille a aceitar: "Se oferta for boa, iria"

(Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

O suposto interesse do Al-Hilal em Fabio Carille agitou o Parque São Jorge. Como recusar uma proposta tentadora dessa do mundo árabe? Com a palavra, o ex-técnico Candinho, que fez história por lá durante três décadas e tem propriedade para falar sobre o assunto.

Em contato com a reportagem do FOXSports.com.br, Candinho foi bem sincero e esclareceu como é treinar um clube na Arábia Saudita na questão financeira. Segundo ele, o mercado por lá não está mais no primeiro escalão, perdendo espaço para China. Ainda assim, dependendo de como o treinador chega por lá, continua muito vantajoso.

QUER SABER MAIS SOBRE O CORINTHIANS? CLIQUE AQUI.

“Arábia não paga mais a quantidade que pagava antes. Hoje é a China que paga muito. Mas ainda é bem melhor do que pagam no Brasil. Se a oferta for boa, eu iria. Mas é preciso ver se existe essa proposta mesmo. Se puder ganhar um pouco menos no Brasil, vale ficar. Mas geralmente é maior e vale a pena”, afirmou Candinho, que fez uma ressalva.

“Alguns brasileiros tiveram problemas lá para receber. Então, é preciso fazer um contrato em árabe, com cópia em inglês, registrado na FIFA, para não ter erro”, finalizou.

Enquanto convive com a expectativa de perder ou não Carille, o Corinthians enfrenta o Deportivo Lara, nesta quinta-feira (17 de maio). Em primeiro da chave, o Timão joga por um empate para depender apenas das próprias pernas.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports

RECEBA NOTÍCIAS DO CORINTHIANS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!