Publicada em 16/05/2018, às 16:23

Henrique Dourado ganha mais uma vez a missão de ser o artilheiro do Flamengo

Notícias pelo Messenger

Contratado no início do ano, Henrique Dourado chegou no Flamengo precisando conviver com a sombra de Paolo Guerrero No entanto, com o anúncio da suspensão de 14 meses do peruano, o atacante finalmente terá a chance de afastar o fantasma, com a missão de ser o artilheiro da equipe. Assunto que ele conhece muito bem.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





No ano passado, o Ceifador foi o artilheiro do país com 32 gols, enquanto defendia o Fluminense. Atualmente, o jogador soma oito tentos em 19 jogos, logo atrás de Vinícius Jr, com nove. No entanto, ainda conta com muita desconfiança da torcida rubro-negra, que o vaiou no duelo contra o Internacional.

Agora, sem a ameaça do retorno de Guerrero, Dourado é "absoluto" na posição e precisa corresponder a altura os R$11 milhões investido pelo Flamengo em sua contratação - a segunda mais cara da gestão do presidente Eduardo Bandeira de Melo, atrás apenas de Éverton Ribeiro, por R$22 milhões.



Nesta quarta-feira (16), o Flamengo recebe o Emelec, às 21h45 (de Brasília), no Maracanã, com a torcida esperando ver bola na rede.

CASO GUERRERO



O jogador foi pego no exame antidoping após a partida da seleção peruana diante da Argentina, na Bombonera, pelas eliminatórias para o Mundial da Rússia. Punido inicialmente com um ano fora dos gramados, e posteriormente reduzido a seis meses, o camisa 9 do Flamengo terminou de cumprir sua pena no último dia 3 de maio. No entanto, a Agência Mundial Antidoping (Wada, sigla em inglês) solicitou o aumento da suspensão para dois anos, e o caso ainda aguarda uma decisão definitiva da Corte Arbitral do Esporte (CAS).

Conteúdo publicado originalmente no site Goal



Mais sobre - Flamengo