Em bom momento, Marcinho se torna garçom do Botafogo

(Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Se o torcedor do Botafogo quiser falar de assistência, fale com o Marcinho. Cria das divisões de base do clube, o lateral-direito é o garçom do time: já são seis na temporada (duas delas na vitória por 2 a 1 sobre o Fluminense, segunda passada, no Estádio Nilton Santos).

Titular desde a chegada do técnico Alberto Valentim, no final de fevereiro, Marcinho serviu a cinco companheiros diferentes em 17 compromissos pelo Glorioso: Brenner (duas vezes), Igor Rabello, Luiz Fernando, Rodrigo Lindoso e Kieza. O ala deixou para trás o chileno Leo Valencia (cinco assistências) e se isolou como o garçom alvinegro em 2018.

QUER SABER MAIS SOBRE O BOTAFOGO? CLIQUE AQUI.

Agora, o jogador atua em outra frente e busca o seu primeiro gol como profissional do Fogão. Ele, no entanto, prefere se destacar pelos bons passes do que por balançar as redes. "Trocaria mil gols por mil assistências", brincou Marcinho, após o clássico.

Apesar de ir bem na parte ofensiva, o jogador de 21 anos tenta melhorar quando o assunto é o comportamento defensivo. Marcinho tem como uma de suas metas se afastar das críticas pela fraqueza na marcação: "Tenho me dedicado muito nessa parte. Não é meu ponto muito forte, né? Mas ali com o Carli, que é muito experiente, o Jefferson também, eles têm me ajudado muito. Tenho só a crescer".

Sexto colocado do Campeonato Brasileiro com oito pontos, o Fogão volta a campo no próximo domingo, às 16h, em Belo Horizonte, para enfrentar o América Mineiro. O time busca a sua primeira vitória fora de casa na competição.

Conteúdo publicado originalmente no site O Dia

RECEBA NOTÍCIAS DO BOTAFOGO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!