Atlético-MG joga por mais R$3 mi e para não esvaziar calendário pós-Copa

(Foto: Bruno Silva/Atlético-MG)

Ao preterir a Copa Sul-Americana, o Atlético-MG apostou todas as suas fichas na disputa da Copa do Brasil e no Brasileirão. Por isso, a equipe terá pela frente mais um jogo do ano que pode determinar os rumos do time na temporada. Após o empate sem gols diante da Chapecoense, o Galo vai a Santa Catarina precisando sair vencedor para continuar na disputa e impedir que seu calendário se esvazie no segundo semestre. Além disso, uma classificação nesta quarta-feira na Arena Condá valerá mais R$ 3 milhões aos cofres do clube.

A justificativa financeira utilizada pela diretoria para priorizar a Copa do Brasil faz sentido. Presente desde o início da competição, o Galo já passou pelo Atlético-AC, Botafogo-PB, Figueirense e Ferroviário-CE, acumulando R$ 7,8 milhões. Se conseguir eliminar a Chape, irá desembolsar mais R$3 milhões, acumulando R$10,8 milhões em prêmios. Para se ter uma ideia, este valor já seria superior ao montante desembolsado pelo Santos ao terminar o último Brasileirão no terceiro lugar.

QUER SABER MAIS SOBRE O ATLÉTICO? CLIQUE AQUI.

Outro perigo que ronda o Atlético é o de ter que disputar apenas com o Campeonato Brasileiro muito cedo. Com o estadual encerrado, a equipe abriu mão de jogar a Copa Sul-Americana e foi eliminado para o San Lorenzo na semana passada, priorizando os torneios nacionais.

Se for eliminado, o Atlético reviverá um cenário visto pela última vez em 2012. Naquela temporada, o Galo só disputou três campeonatos e acabou ficando só com o Brasileiro por mais de seis meses. Campeão mineiro no início de maio, acabou eliminado ainda na primeira fase da Copa do Brasil e passou o restante inteiramente por conta do título brasileiro, batendo na trave e terminando na segunda colocação.

Time titular desconhecido

Como o regulamento da Copa do Brasil não permite mais a vantagem do gol fora de casa, o time que enfrenta a Chape não foi mostrado para a imprensa. A base da equipe será a que venceu o Atlético-PR, mas duas posições ainda geram dúvidas. Na zaga, Bremer foi titular no último jogo ao lado de Gabriel, mas Leonardo Silva, tradicional capitão, permanece como sombra do garoto. No meio, Cazares pede passagens com suas últimas boas atuações, e pode ocupar a vaga de Otero, que não vem rendendo.

CHAPECOENSE x ATLÉTICO-MG

Motivo: Jogo da volta, oitavas de final, Copa do Brasil
Data/Hora: 16/05/2018, às 19h30 (de Brasília)
Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Árbitro: Leandro Bizzio Marinho - SP (CBF)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo - SP (CBF) e Daniel Luis Marques - SP (CBF)

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Rafael Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Amaral, Marcio Araújo e Canteros; Guilherme, Arthur e Wellington Paulista. Técnico: Gilson Kleina.

ATLÉTICO-MG: Victor, Patric, Bremer (Leonardo Silva), Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Gustavo Blanco; Luan, Cazares (Otero), Róger Guedes e Ricardo Oliveira. Técnico: Thiago Larghi.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte

RECEBA NOTÍCIAS DO ATLÉTICO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!