Aguirre prioriza melhora na parte física e avisa: 'Posso dar o meu melhor como centroavante'

A espera foi longa, mas Rodrigo Aguirre, enfim, estreou com a camisa do Botafogo. Relacionado pela primeira vez na última segunda-feira (14), o atacante ganhou chance e entrou no segundo tempo da vitória de 2 a 1 sobre o Fluminense, no Nilton Santos, no Campeonato Brasileiro. Após o jogo, a felicidade estava estampada no rosto do uruguaio, que comemorou a volta ao futebol depois de cinco meses e a oportunidade de debutar pelo clube alvinegro.

"Estava muito ansioso. Estava esperando esse dia. Muito feliz porque foi um clássico e com vitória. Só felicidades. Agora é pensar à frente", disse.

QUER SABER MAIS SOBRE O BOTAFOGO? CLIQUE AQUI.

"Me senti muito bem. Normal, estava com um pouco de falta de ar porque foram 5 meses sem jogar e isso se sente. Mas estou muito contente por poder voltar a jogar, por estrear pelo Botafogo e pela vitória da equipe no clássico, que foi o mais importante", completou.

Anunciado no dia 15 de maio pelo Botafogo, Aguirre não jogava desde novembro, ainda quando defendia o Nacional-URU e sofreu uma lesão no joelho. De volta aos gramados, o jogador ganhou a primeira chance na vaga de Brenner, como centroavante, posição em que prefere atuar, embora já tenha jogador nas pontas ao longo da carreira.

"Sinto que posso dar o meu melhor jogando como centroavante, mas também posso ajudar a equipe jogando de extremo. Todo jogador sabe onde pode dar o seu 100%. Espero, aos poucos, continuar evoluindo na parte física e ganhando ritmo para ajudar o Botafogo", encerrou.

Com Aguirre à disposição, o Botafogo volta a campo no domingo (20), contra o América-MG, no Independência, pelo Campeonato Brasileiro.

Conteúdo publicado originalmente no site Esporte Interativo

RECEBA NOTÍCIAS DO BOTAFOGO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!