Publicada em 16/04/2018, às 21:32

TJD adia julgamento de envolvidos na briga ocorrida no dérbi da 1ª final



O Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP) adiou o julgamento de cinco envolvidos na briga que marcou a primeira final do Campeonato Paulista entre Corinthians e Palmeiras. A sessão estava marcada para esta segunda-feira e acontecerá daqui a uma semana.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





De acordo com o presidente do TJD, Delagado Olim, o Corinthians pediu o adiamento do julgamento por causa da viagem à Argentina iniciado no começo da tarde desta segunda. O time alvinegro enfrenta o Independiente pela Libertadores daqui a dois dias.

Quatro jogadores podem ser punidos pela confusão no gramado da Arena Corinthians: o palmeirense Felipe Melo e os corintianos Clayson, Henrique e Lucca. Além deles, o auxiliar alviverde Roberto Ribas.



O zagueiro Henrique foi denunciado no artigo 254-B (cuspir em alguém) e pode pegar de 6 a 12 jogos de suspensão. Já o atacante Clayson, que foi expulso no jogo, está enquadrado nos artigos 254-A (agressão física, 4 a 12 jogos de suspensão) e 243-F (ofender alguém em sua honra, 4 a 6 jogos de suspensão).

O atacante Lucca também foi denunciado, no artigo 258 (conduta contrária à disciplina ou ética desportiva), com pena prevista de 1 a 6 jogos. O mesmo ocorreu com o auxiliar técnico palmeirense Roberto Ribas.



Já Felipe Melo, que também recebeu cartão vermelho na partida após confusão com Clayson, vai responder pelos artigos 250 (ato hostil, 1 a 3 jogos) e 254-A (agressão física, 4 a 12 jogos).

Por fim, o Corinthians também foi denunciado nos artigos 211 e 213 (deixar de tomar providências para reprimir desordens em sua praça desportiva), e pode arcar com pagamento de multa.



Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte

Últimas