Publicada em 15/04/2018, às 22:15

'Cai-cai': Larghi destaca que Rildo tem histórico de cavar penalidades

(Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG)

Notícias pelo Messenger

O técnico interino do Atlético-MG, Thiago Larghi culpou a arbitragem pelo resultado adverso no jogo contra o Vasco. O juiz André Luiz de Freitas Castro marcou um pênalti no último minuto do jogo, em disputa de bola entre Bremer e Rildo, que sacramentou a vitória vascaína, de virada por 2 a 1. O técnico ainda criticou o atacante vascaíno, Rildo e destacou o seu histórico em cavar pênaltis.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





- Uma derrota em que o time se aplicou bem a partida toda, e veio em um erro claro da arbitragem. Era um contra-ataque nosso, temos a responsabilidade de ter perdido a bola, não era para ter acontecido. Mas o jogador deles (Rildo) se joga, não houve toque, e eles (Vasco) fizeram o gol num pênalti que não existiu - disse o treinador, na entrevista coletiva

Thiago Larghi, com essa fala, transfere para o juiz a responsabilidade do placar. Sobre o atacante Rildo, destacou que o jogador costuma cavar os pênaltis e lembrou do fato que o jogador estava em campo por conta de um efeito suspensivo. Rildo foi suspenso por conta da entrada que quebrou a perna do volante João Paulo, do Botafogo, pela última rodada da fase de classificação da Taça Rio.



- Espero que a comissão de arbitragem veja isso. É o tipo de lance que não pode acontecer. Fica muito claro, o jogador tem até um histórico de cavar pênalti, de cai-cai. Já houve um efeito suspensivo para ele poder jogar, e ele ainda simula um pênalti... Enfim, É papo para diretoria e comissão de arbitragem, não sou eu quem tenho que avaliar - ressaltou Larghi

Por fim, o técnico lamentou a perda dos três pontos fora de casa. O Atlético vinha de um ótimo retrospecto em jogos fora de casa. Antes do duelo contra o Vasco, dos 22 jogos do Atlético na temporada, foram 12 jogos fora de seus domínios, com seis vitórias, três empates e apenas três derrotas. Agora, o técnico soma quatro derrotas fora de casa.



- A gente deixa de somar ponto. Pelo menos era 1 ponto que estávamos somando aqui, tivemos chances claras de fazer o segundo (gol), ficou muito claro. Perder como perdemos, com um pênalti que não existiu, a gente lamenta por isso. Podíamos ter levado 1 ponto para casa - finalizou Larghi.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!



Mais sobre - Atlético-MG