Publicada em 15/04/2018, às 12:16

Árbitro relata 'reclamação ostensiva' do Fla no intervalo; Presidente nega

Notícias pelo Messenger

Wagner Reway (Fifa/MT) foi alvo de críticas da diretoria do Flamengo após o empate em 2 a 2 com o Vitória, no Barradão, por conta da expulsão de Éverton Ribeiro e o pênalti aos 10 minutos de jogo. Na súmula do jogo, o juiz relatou que integrantes da delegação do clube da Gávea, incluindo Eduardo Bandeira de Mello, fizeram "reclamações ostensivas" contra a arbitragem no intervalo.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





De acordo com o árbitro, o presidente e outros profissionais do Flamengo aguardaram a equipe de arbitragem perto do vestiário ao fim da etapa inicial. Para manter a segurança dos árbitros, a equipe de segurança teve que agir, escreveu Wagner Reway. Confira o relato do juiz no documento na íntegra.

- No intervalo do jogo, enquanto a equipe de arbitragem se deslocava para o vestiário, o presidente do Flamengo, sr. Eduardo Bandeira de Mello, posicionou-se em frente ao vestiário e quando estávamos passando proferiu palavras de reclamação contra a arbitragem: "isso é uma vergonha o que você está fazendo." Além dele, diversas outras pessoas com uniforme do Flamengo estavam próximos a região dos vestiários reclamando com gestos e palavras ostensivas. A equipe de segurança do estádio e o policiamento necessitou agir para nos dar segurança - relatou Wagner Reway na súmula do jogo de sábado.



Após o empate, o presidente Eduardo Bandeira de Mello foi questionado sobre o episódio e negou ter feito qualquer reclamação à equipe de arbitragem.

- Não falei nada. Simplesmente estive presente e conversei rapidamente com o Darmiani (Erasmo, diretor de futebol do Vitória). O Vitória não tem culpa de nada, certamente não pediu para ser beneficiado - afirmou o mandatário.



Árbitro justifica pênalti e expulsão de Éverton Ribeiro

Na súmula, Wagner Reway também justificou a marcação do pênalti contra o Flamengo aos 10 minutos de jogo. No lance, Rhayner finalizou e a bola acertou o rosto de Éverton Ribeiro, mas o árbitro viu intenção do jogador do Flamengo de colocar a mão na bola e impedir clara oportunidade de gol.



- Motivo: V4. Impedir um gol ou acabar com uma oportunidade clara de gol, com uso intencional de mão na bola - Por impedir uma clara oportunidade de gol com uso intencional da mão - escreveu o árbitro Wagner Reway.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Mais sobre - Flamengo