Raí exalta perfil “agregador” de Aguirre e promete cobrar elenco

A tarefa de demitir Dorival Júnior foi dolorosa, segundo Raí. Em compensação, o diretor-executivo de futebol do São Paulo tem convicção no trabalho de seu sucessor, o uruguaio Diego Aguirre, cujo perfil é considerado o ideal para reerguer o Tricolor.

Baixe o App oficial do FutNet no Google Play Store ou na Apple App Store

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





“(A dor) É muito grande. Sofremos antes, mas friso a elegância, a hombridade e o reconhecimento impressionantes do Dorival como pessoa. A dor é sempre a mesma, mas teve a postura dele, estando aqui todo dia às 7 da manhã, dedicado, trabalhando, trocando ideias do que faltava e poderia melhorar”, ressaltou Raí ao canal Sportv.

QUER SABER MAIS SOBRE O SÃO PAULO? CLIQUE AQUI.

Aguirre foi o primeiro técnico escolhido ao gosto de Raí, que chefia o departamento de futebol tricolor desde dezembro de 2017. Os dois, inclusive, jogaram juntos no São Paulo durante o segundo semestre de 1990. O conhecimento do futebol brasileiro e o estilo de trabalho do treinador pesaram na contratação, de acordo com o executivo de futebol.



“É alguém em quem acreditamos porque busca atualização contínua, é agregador e, ao mesmo tempo, cobra. Nos times em que passou, colocou um padrão de jogo interessante. Saiu do Inter na semifinal da Libertadores, chegou às quartas da Libertadores (com o Atlético-MG), conquistou títulos no Uruguai. E conhece o futebol brasileiro e traz ideias de fora. É uma decisão calculada”, argumentou Raí.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Elogioso ao elenco são-paulino, Raí também não descartou trazer reforços para Aguirre, mas prometeu fazer cobranças aos jogadores. “O São Paulo tem um grupo qualificado, que pode e vai melhorar. Sabemos que faltam peças, mas cheguei no fim da temporada, não dá tempo de fazer gestão de elenco. Temos carências e estamos de olho no mercado, mas temos condições de brigar no Paulista”, avaliou o diretor.



“Obviamente, depende da resposta deles. É um grupo em quem confio, falei isso para eles, que tem qualidade e bom número para a temporada toda. Mas vamos cobrar ao máximo. Agora, a bola está com eles”, finalizou Raí.

Enquanto Aguirre ainda busca sua regularização para trabalhar no País, o auxiliar permanente André Jardine irá comandar interinamente o São Paulo no duelo com o CRB-AL, nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), em Maceió, pelo jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Vencedor do duelo de ida por 2 a 0, o Tricolor avançará na competição mesmo com uma derrota por um gol de diferença.



Conteúdo publicado originalmente no site Gazeta Esportiva

RECEBA NOTÍCIAS DO SÃO PAULO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!