Léo é suspenso e Mano Menezes é advertido em julgamento do clássico

(Foto: Washington Alves/LightPress/Cruzeiro)



O clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG terminou 4 de março pelo Campeonato Mineiro, no Indepedência, mas no Tribunal o jogo ainda rende. Na noite desta terça-feira, o zagueiro Léo, do Cruzeiro, foi julgado, no Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais, por agredir fisicamente o atacante do Atlético-MG, Ricardo Oliveira. Segundo regulamento, a suspensão do jogador é de quatro a 12 jogos. Além do caso do atleta, o técnico Mano Menezes, o lateral Edilson e o clube do Galo também foram julgados.

Além do zagueiro, o técnico Mano Menezes também foi julgado por discutir com torcedores atleticanos e fez um gesto com as mãos que, segundo a denúncia, insinuava "roubo" por parte da arbitragem. A pena prevista para o artigo é de multa de R$ 100 a R$ 100 mil e suspensão de um a seis jogos.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





LEIA MAIS
- Cruzeiro renova contrato de Dedé até 2021
- Decepção? Reforços tem pouca participação nos números do Cruzeiro em 2018
- Fora da briga? Mano Menezes revela pretensões do Cruzeiro no Brasileirão
- Dedé relembra momentos difíceis e comemora convocação para a seleção brasileira


O lateral-direito do Cruzeiro, Edilson também foi denunciado por ter feito uma entrada perigosa no atleta do Galo, que culminou em sua expulsão. Entretanto, todos entenderam que lance era simples e jogador cumprirá suspensão automática.

QUER SABER MAIS SOBRE O CRUZEIRO? CLIQUE AQUI.

Se vendo em situações delicadas, o Cruzeiro denunciou o Atlético-MG por torcedores terem arremessado copo em direção ao gramado. A multa prevista é de R$ 100 a R$ 100 mil. Ao final, a defesa do Galo conseguiu provar que o torcedor foi identificado, e foi absolvido por unanimidade.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

RECEBA NOTÍCIAS DO CRUZEIRO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!