Em casa, Vasco joga mal e perde para La U na estreia na fase de grupos

(Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br)



A navegação de Vasco da Gama na tentativa de conquistar o bi da Libertadores começou com uma tormenta, em uma falha justamente do capitão. Em noite pouquíssimo inspirada, a equipe cruz-maltina encontrou enormes dificuldades para furar o bloqueio da Universidad de Chile. E em erro do goleiro Martin Silva – herói da classificação à fase de grupos –, saiu de campo derrotado. Araos foi o autor do gol dos visitantes.

O próximo adversário do Vasco na competição é o Cruzeiro, no dia 4 do mês que vem, no Mineirão.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





LEIA MAIS
- Vasco assina contrato com revelação da lateral
- Vasco vive dilema sobre efetivação de Valdir Bigode
- Outra chance de ouro para Valdir Bigode no Vasco
- Zagueiro do futebol europeu admite proposta do Vasco


Festa
Na estreia vascaína na fase de grupos, a torcida compareceu em peso à Colina. Na entrada do time em campo, faixas com os anos de 1948 e 1998, em alusão às conquistas do primeiro torneio Sul-Americano e à Libertadores, respectivamente, subiram da arquibancada com um pedido: “Rumo ao tri”

QUER SABER MAIS SOBRE O VASCO? CLIQUE AQUI.

“Feijão com arroz”
Apesar de ter testado o esquema 3-5-2 no clássico com o Fluminense e afirmar que visava a partida contra a La U, Zé Ricardo optou pelo 4-4-2 que já vinha utilizando. A novidade foi a escalação de Rildo, que entrou na vaga de Paulinho. O jovem teve uma virose nos dias antecedentes ao do confronto e começou no banco.

Sem criatividade
No primeiro tempo, o Vasco se mostrou totalmente sem criatividade e com pouca criação no meio. As chances foram à base do chutão e alguém “se virando” na frente.

VEJA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

Mudança
O Vasco voltou do intervalo com Paulinho na vaga de Wagner, o que deixou a equipe com um buraco na intermediária ofensiva, uma vez que Paulinho e Rildo estavam mais aber- tos e Evander – em noite ruim — não conseguia compor. Assim, a La U. levava perigo constantemente.

Para frente
Zé Ricardo, então, resolveu arriscar. Tirou o volante Desábato para colocar o atacante Ríos. A modificação não surtiu muito efeito

Falha geral
Em uma cobrança de lateral pelo lado direito da zaga, o sistema defensivo do Vasco cochilou e Arao bateu rasteiro. A bola passou entre o braço e a perna de Martin: gol da La U.

Insatisfação
A torcida até entoou o famoso canto que diz que o “Vasco é o time da virada”, mas não teve jeito. Estreia com derrota e vaias.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

RECEBA NOTÍCIAS DO VASCO DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!