Pressão, afirmação e alívio: Palmeiras e São Paulo fazem Choque-Rei 'entre o céu e o inferno'

Não faltam atrações para o clássico desta quinta-feira entre Palmeiras e São Paulo, às 20h30 (de Brasília), no Allianz Parque. Em má fase no Campeonato Paulista, o Verdão tenta afastar qualquer princípio de pressão na centésima partida de sua Arena, enquanto o Tricolor sabe que um triunfo inédito na casa alviverde poderia mudar os rumos da competição.

O Palmeiras chegou para a partida contra o São Caetano, animado após vencer o Junior Barranquilla na estreia da Conmebol Libertadores, mas a péssima atuação da equipe que resultou em derrota para o Azulão ligou o sinal de alerta no clube. Com o revés diante da equipe do ABC, o Verdão completou quatro jogos sem vitórias no Campeonato Paulista.

Antes de perder para o São Caetano, a equipe empatou com Linense (casa) e Ponte Preta (fora) e foi derrotada pelo rival Corinthians em Itaquera. Mesmo com os tropeços, as seis vitórias consecutivas conquistadas no início do Paulistão fazem com que o Palmeiras seja o líder geral da classificação no Estadual com 20 pontos ganhos.

“Eu acho que é uma coisa natural, claro que não queremos oscilar, queremos vitórias o tanto que puder. Mas é natural ter oscilação dessa maneira. Até para alguns pontos negativos que não aparecem na vitória mostra no empate ou na derrota. Começamos bem, cometemos alguns vacilos, Roger já mostrou e estamos preparados para que não aconteça mais, para não perdermos mais jogos”, afirmou o volante Bruno Henrique.

O Palmeiras nunca perdeu pontos para o São Paulo no Palestra Itália. Em cinco partidas, todas terminaram com triunfo alviverde, que marcou 16 gols sobre o rival e sofreu apenas três. Nesta quinta-feira, o Choque-Rei será o centésimo duelo na Arena alviverde, o que pode aumentar a pressão sobre os palestrinos.

Para o clássico, Roger Machado seguirá sem contar com Diogo Barbosa e Edu Dracena (aprimorando forma física), Artur, Deyverson e Jean (em processo pós-operatório). Assim, com o desempenho ruim dos reservas frente ao São Caetano, a tendência é uma repetição dos titulares que já vem atuando.

No São Paulo, o discurso é de minimizar o incômodo tabu na arena alviverde. “Com respeito pelos números, confiante no que a equipe possa produzir. Queremos o campeonato, não estamos brigando apenas para ganhar do Palmeiras fora de casa”, avisou o técnico Dorival Júnior.

Ao mesmo tempo, apesar das vitórias sobre CRB-AL e Linense, elenco e comissão técnica sabem que um resultado positivo diante do rival seria importante para amenizar a pressão que se instalou no clube após as derrotas diante de Corinthians e Santos, além de dar fôlego ao treinador, cuja demissão chegou a ser pedida por parte da torcida neste ano.

“Tropeçamos nos clássicos anteriores, e por isso precisamos de um resultado positivo. Somos profissionais, jogamos no São Paulo e temos de saber que qualquer clássico vai ter cobrança grande. Temos de encarar isso com naturalidade, independentemente de ser na casa do adversário”, conscientizou-se Rodrigo Caio.

Seja como for, o zagueiro, herói do triunfo de domingo, garante que os são-paulinos estão “preparados para enfrentar o Palmeiras. O resultado, a gente não controla, mas uma atuação segura podemos controlar”. Deixando o retrospecto negativo de lado, pede para seus companheiros não se afobarem na casa do rival. “Temos de jogar com tranquilidade e inteligência”, solicitou.

Para o primeiro Choque-Rei da temporada, Dorival não poderá contar com Sidão e Jucilei (contratura na coxa direita), além de Reinaldo (estiramento na coxa esquerda) e Anderson Martins (mialgia na região dorsal). Dessa forma, Jean e Hudson seguem como titulares, ao passo que Edimar terá uma chance na lateral esquerda. Na zaga, Arboleda fará dupla com Rodrigo Caio. Já Diego Souza e Nenê ficarão como opção no banco de reservas.

Com 14 pontos ganhos, o São Paulo lidera o Grupo B do Estadual, seguido por São Caetano (13), Ponte Preta (10) e Santo André (8). Uma inédita vitória na arena palmeirense, portanto, garantiria a classificação às quartas de final com uma rodada de antecedência.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS X SÃO PAULO

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 8 de março de 2018, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Danilo Ricardo Manis e Daniel Paulo Ziolli

PALMEIRAS: Jailson; Marcos Rocha, Thiago Martins, Antônio Carlos e Victor Luis; Felipe Melo; Willian, Bruno Henrique, Lucas Lima e Dudu; Borja. Técnico: Roger Machado

SÃO PAULO: Jean; Éder Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Hudson e Petros; Marcos Guilherme, Cueva e Valdívia; Brenner. Técnico: Dorival Júnior

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports