Palmeiras entra com recurso para retomar ação de R$ 14 mi contra WTorre

O Palmeiras apresentou um recurso na Justiça para retomar uma ação de quase R$ 14 milhões contra a WTorre, construtora que administra o Allianz Parque. O processo foi extinto pela juíza Valéria Longobardi, da 29ª Vara Cível de São Paulo, na última quarta-feira, mas o clube argumentou que houve ausência de análise de um dos documentos essenciais ao caso – justamente o que demonstraria a dívida da WTorre. A análise desse documento pode fazer com que a execução seja retomada.

O processo foi movido pelo Palmeiras em dezembro do ano passado e cobra R$ 13.957.544,65 da Real Arenas, empresa criada pela WTorre para a operação do Allianz Parque. O clube alviverde alega que a construtora não pagou valores referentes a lucros a que o clube tem direito em eventos no estádio, além de multas previstas para quando o time precisa jogar fora de seu estádio devido a shows. Já a defesa da WTorre diz que o processo foi movido por "pirraça" e argumenta que também não há consenso sobre qual das partes deve arcar com os custos do estádio em dias de jogo.

QUER SABER MAIS SOBRE O PALMEIRAS? CLIQUE AQUI.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte

RECEBA NOTÍCIAS DO PALMEIRAS DIRETO NO SEU MESSENGER. NÃO PERCA TEMPO! É DE GRAÇA!