Publicada em 09/02/2018, às 10:50

Pedido de Carille: Corinthians faz reunião por retorno do volante Ralf

CLIQUE AQUI e receba notícias do Corinthians direto no seu Messenger.

Depois de Emerson Sheik, o Corinthians cogita a contratação de outro jogador com histórico de conquistas recentes. Nesta sexta-feira (9), a nova direção do clube tem reunião agendada com os representantes do volante Ralf, 33 anos. Ele está sem contrato e livre para assinar depois de se encerrar vínculo com o Beijing Guoan-CHN ao fim de 2017.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





A contratação de Ralf, de acordo com pessoas próximas à cúpula do Corinthians, foi um pedido expresso de Fábio Carille ao diretor adjunto de futebol Duílio Monteiro Alves. Assim, Duílio e os empresários do volante terão uma conversa inicial nesta sexta para tratar de valores e condições para uma possível volta. As negociações, é importante frisar, são embrionárias.

Auxiliar técnico quando Ralf foi bicampeão brasileiro, campeão paulista, da Copa Libertadores, da Recopa Sul-Americana e do Mundial de Clubes, Carille sempre manteve contato com o volante, algo que também preserva com outros jogadores de passagens marcantes pelo Corinthians. Ao tomar conhecimento de que o jogador estava disponível após algumas tentativas infrutíferas de sequência na China, o treinador fez a pedida à diretoria.

Depois de iniciar a temporada com inchaço na posição de volantes, o Corinthians tem hoje um quadro diferente. Fellipe Bastos foi emprestado ao Sport, Warian e Jean estão fora dos planos, Mantuan foi fixado como lateral direito e Maycon deve se transferir ao Shakhtar-UCR. Com isso, Carille só conta com Gabriel, Camacho, Renê Júnior e Paulo Roberto - este, há alguns meses, tem apresentado problemas físicos.

Diferentemente do ano passado, quando montou um elenco recheado por jovens e percentual acima de 50% de jogadores da base, Fábio Carille prioriza a experiência. Com rodagem de Copa Libertadores e conhecimento de casa no Corinthians, pode se tornar novidade. Do elenco corintiano no Paulista, dois jogadores podem ser inscritos até o dia 23.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte

Publicada em 09/02/2018, às 11:28

Júnior Dutra, do Corinthians, volta ao palco de parceria com Marcelinho Carioca

Atacante viveu parceria com o ídolo da Fiel entre 2008 e 2009 no Santo André

Junior Dutra será mantido no ataque do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Corinthians direto no seu Messenger.

O jogo desta sexta-feira, às 19h, no Bruno José Daniel, será especial para Júnior Dutra, do Corinthians. Oito anos depois de deixar o Santo André rumo ao futebol japonês, o atacante volta ao ABC paulista para enfrentar sua primeira equipe profissional pela sexta rodada do Paulistão.



– Tenho um carinho e respeito muito grande pelo Santo André. Consegui ter uma projeção nacional atuando em competições importantes como o Paulistão e a Série A. Aprendi muito lá, o elenco tinha jogadores experientes e pude evoluir.

Um dos jogadores experientes com quem Dutra atuou no Ramalhão foi Marcelinho Carioca, um dos maiores ídolos da história do Corinthians, em seu último ano de carreira profissional, aos 37 anos. Juntos, conseguiram o acesso para a Série A do Brasileiro em 2008. No ano seguinte, não conseguiram evitar a volta do clube para a Segunda Divisão.

– Joguei com o Marcelinho Carioca, que foi meu padrinho no futebol, no Santo André. Eu admirava muito ele, e depois jogamos juntos – citou Dutra, na chegada ao Corinthians.



Goleiro atual do Ramalhão, Neneca fazia parte do elenco em que Junior Dutra e Marcelinho Carioca atuaram. O técnico Sérgio Soares é outro velho conhecido do atacante corintiano.

Depois de deixar o Ramalhão, Dutra partiu para o futebol japonês (jogou por Kyoto Sanga e Kashima Antlers), passou pela Bélgica (no Lokeren), Qatar (no Al-Arabi) e voltou ao Brasil em 2016 para jogar pro Vasco e, depois, Avaí. Aos 30 anos, diz viver o auge da carreira no Corinthians.

– É o maior do futebol brasileiro. Estou me adaptando muito bem, até porque temos uma estrutura espetacular e o time é muito bom, rápido, de toque de bola e que encaixa bem com o meu jogo. Venho conquistando o meu espaço e a torcida tem me apoiado bastante. Quero escrever uma bonita história nesse time que estou realizando o sonho de defender – afirmou.

Ainda sem um reforço para o ataque, Fábio Carille tem dado sequência para Dutra no ataque do Timão. Kazim, que começou a temporada como titular, perdeu espaço e será opção no banco.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte