Publicada em 09/02/2018, às 10:39

Patrick convence, ganha lugar no time e vira 'equilíbrio' do Inter

Volante de origem, Patrick atuou como meia-esquerda diante do São José-POA (Foto: Ricardo Duarte / Inter, DVG)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Internacional direto no seu Messenger.

William Pottker fez dois gols, mas o grande nome do Internacional na vitória em cima do São José-POA por 4 a 0, nessa quinta-feira, foi Patrick. Contratado após deixar o Sport no final do ano passado, o volante convenceu durante o rodízio das primeiras rodadas do Gauchão e agora está no time titular. Mais do que isso. Ele é apontado como uma peça que garante equilíbrio a equipe.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





A ideia é simples. Pela condição física e característica, Patrick equilibra um setor ofensivo técnico e muito agudo. Com baixo poder de marcação.

Patrick participou diretamente de dois gols do Inter na goleada diante do 'Zequinha'. Ainda mostrou um jogo intenso e de profundidade. Dando opção para Leandro Damião, D'Alessandro e Pottker. Ao mesmo tempo ajudando a defesa.

"Muito se fala na nomenclatura de volante. Ele não é volante, pode ser volante, mas ele joga bem pelo lado em uma linha de quatro. Quando observamos, tivemos essa visão. Um jogador que pode fazer essas funções no lado esquerdo. Um jogador me possibilitou mexer as peças e crescer", comentou Odair Hellmann, técnico do Inter, ao falar do desempenho do jogador.

Patrick foi contratado do Monte Azul-SP e chegou para ser uma alternativa dentro do elenco como um volante que também atua na lateral esquerda e por vezes aparece como meia-esquerda. Na primeira partida entre os titulares, ele jogou justamente na função mais avançada e foi bem.
"Fiz meu trabalho, ocupei o corredor e ajudei por dentro também. Fiz aquilo que o Odair pediu", minimizou o jogador. "Acredito que a gente fez um grande jogo, fico feliz por ter ajudado. É seguir evoluindo como time para fazer mais jogos bons", completou.

A grande arrancada de Patrick no início de ano pode ser medida por uma consequência. Camilo, apontado como um reserva imediato no segundo semestre do ano passado e pedido pela torcida na formação titular deste ano, foi preterido. Tudo para encaixar a peça que dá equilíbrio.

"Com essas características, o Patrick jogando dá equilíbrio. Se botar um atacante ali, o Marcinho, por exemplo, é preciso ter equilíbrio com outro setor. Não fica no quarteto", comentou Odair.

O Internacional volta a jogar somente na próxima quinta-feira, diante do Juventude, em mais uma rodada do Gauchão. Até lá, Patrick tem mais treinos para confirmar o bom início de ano.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte

Publicada em 23/02/2018, às 18:36

Inter vai com reservas e Wellington Silva como atração contra o São Luiz

(Foto: Ricardo Duarte / Inter, DVG)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Internacional direto no seu Messenger.

O Internacional usará time reserva na próxima rodada do Gauchão. Contra o São Luiz, no domingo, o time será suplente por conta do jogo contra o Cianorte, na próxima quarta-feira, pela Copa do Brasil. Wellington Silva será atração.



Recuperado de uma lesão no púbis, o ex-Fluminense começará como titular pela primeira vez. Até então ele apenas entrou durante as partidas. E pode ter chance na quarta, já que Nico López está suspenso por conta da expulsão diante do Remo.

A opção de usar reservas também leva em conta a longa viagem do Pará ao Rio Grande do Sul após o duelo da última quarta. Portanto, os titulares precisam de descanso.

O provável time do Internacional tem Marcelo Lomba (único titular); Ruan, Rodrigo Moledo, Thales e Uendel; Charles, Gabriel Dias, Juan Alano, Camilo e Wellington Silva; Roger.



Inter e São Luiz jogam no domingo às 17h (de Brasília) no estádio do Vale, em Novo Hamburgo.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte