Publicada em 08/02/2018, às 16:02

Jair cita números do clássico, exalta a base e destaca evolução no Santos

Técnico analisa o jogo contra o Palmeiras além da derrota e comenta sobre a regularidade nas partidas

Jair preferiu esquecer da derrota e destacar evolução da equipe do Peixe (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Santos direto no seu Messenger.

Desde o último domingo, quando perdeu para o Palmeiras por 2 a 1, na arena do rival, Jair Ventura vem destacando a evolução e a boa partida que o Santos fez no clássico.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, no CT Rei Pelé, não foi diferente. O treinador preferiu citar números da última partida, a força da base e relembrou algumas perdas no elenco, como a de Bruno Henrique, que ainda trata de cinco lesões diferentes no olho direito.

– Perdemos? Perdemos. Mas tivemos mais posse de bola, botamos no chão, jogamos o jogo. Dentro das mudanças todas, conseguimos ver algumas coisas evoluindo. Podemos ver evolução em quesitos. Números não são subjetivos. Começamos com menos seis do ano passado. Seis é mais do que a metade do time. Ferraz, Zeca e Veríssimo na linha de três. (Ricardo) Oliveira e Lucas (Lima), além do Bruno Henrique. Parece um pouco de desculpa, mas são menos seis titulares – afirmou.

Ele exaltou as revelações do clube que já fazem parte do elenco profissional:

Santos faz muito bem isso de usar os meninos. No último jogo, não repercutiu. Enfrentamos o Palmeiras, fora, torcida única, e acabamos com seis jogadores formados na base. É uma coisa que temos que exaltar. Santos sendo o Santos, não é fácil. Enfrentar jogadores experientes do Palmeiras e com força financeira. Tem que vencer. Falamos da derrota, mas não de jogar bem, com seis meninos contra o todo poderoso Palmeiras. Preocupa? Não é o ideal, mas calma. Apresentei números para falar da mudança – completou o comandante.

Jair foi além do clássico, elogiando o elenco nos primeiros jogos, mesmo com duas vitórias, um empate e duas derrotas no Paulistão.

– Trabalho está começando do zero e conseguimos ver coisas boas. Santos é quem tem mais posse de bola e toca no campeonato, o melhor no drible, o melhor nas disputas ofensivas. Estamos vendo evolução. Estamos invictos e ganhamos todas? Não, mas tirando primeiro tempo do Ituano, vejo evolução boa. Vejo regularidade, tirando um tempo. Resultados não foram os melhores, queríamos a vitória, mas vemos evolução, equipe jovem, meninos da base, chegando mais dois e o Gabriel, um ex-menino e repatriado. A esperança é que podemos fazer um grande ano – explicou o técnico.

O Santos volta a treinar nesta sexta-feira, visando a partida de sábado, contra a Ferroviária, às 16h30 (de Brasília), na Fonte Luminosa, pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 21/02/2018, às 11:38

Santos deve anunciar nesta quarta ex-Corinthians como reforço para a Libertadores

O Santos deve anunciar Dodô como reforço na tarde desta quarta-feira. O lateral-esquerdo chega emprestado pela Sampdoria-ITA até o fim de 2018

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Santos direto no seu Messenger.

O Santos deve anunciar Dodô como reforço na tarde desta quarta-feira. O lateral-esquerdo chega emprestado pela Sampdoria-ITA até o fim de 2018, por R$ 1 milhão pelo contrato e salários de pouco mais de R$ 100 mil por mês, além de bonificações.



A oficialização da contratação afastará especulações sobre a não vinda de Dodô. O GloboEsporte publicou nesta terça-feira (20 de fevereiro) que um funcionário fora do departamento de futebol disse ser contra a chegada do lateral por achá-lo “fraco” e fez o presidente José Carlos Peres recuar. Algo que é negado pela diretoria.

Outro boato era de que Dodô não teria sido aprovado nos exames. O atleta, porém, foi liberado pelo departamento médico no último fim de semana, mas precisará de tempo para se recondicionar fisicamente e tecnicamente.

O ala de 26 anos não faz uma partida oficial desde maio de 2017, em derrota por 7 a 3 para a Lazio. Ele foi titular e acabou substituído no intervalo, já com 5 a 1 no placar. Uma fratura no pulso o afastou dos gramados. Quando recuperado, se viu sem espaço no elenco do técnico Marco Giampaolo. Ele só disputou amistosos nessa temporada.



Antes de chegar no futebol italiano, onde também atuou por Roma e Internazionale, Dodô sofreu com uma grave lesão no joelho esquerdo, com ruptura total dos ligamentos em 2011, quando jogava pelo Bahia. A recuperação foi lenta e o atleta só teve sequência de partidas em 2013.

Por causa desses problemas, Dodô tem apenas 112 jogos na carreira, com três gols e sete assistências, desde que foi promovido ao elenco profissional do Corinthians, em julho de 2009. Conheça mais sobre o atleta.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports