Publicada em 08/02/2018, às 14:37

Feliz por ser titular do São Paulo, Cueva cita correções e explica conversa com Gareca

Meia diz ter retomado confiança da comissão técnica e se anima por voltar a jogar desde o início

(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

CLIQUE AQUI e receba notícias do São Paulo direto no seu Messenger.

Cueva voltou a ser titular do São Paulo na vitória por 1 a 0 sobre o Bragantino, quarta-feira, no Morumbi. Motivo de comemoração para o meia, nos holofotes neste começo de ano por atitudes fora do campo que colocaram seu comprometimento em xeque.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





O meia disse entender as cobranças pelos erros e se animou por ter voltado a jogar desde o início pelo Tricolor.

– Todo técnico vai querer o melhor para o jogador. Houve coisas que aconteceram comigo, mas conversei com os dois (Dorival Júnior, do São Paulo, e Ricardo Gareca, da seleção peruana) e agora estou mais tranquilo. Simplesmente quero jogar e dar o melhor para o grupo. Queremos conseguir títulos. É a única coisa que importa agora. Depois voltei a ter confiança do professor, que é o mais importante para mim e me deixa tranquilo – disse Cueva.

Cueva também explicou a conversa que teve com Ricardo Gareca, técnico da seleção peruana. O comandante esteve no Morumbi no sábado, quando viu a vitória por 2 a 0 sobre o Botafogo-SP.

– Ele (Gareca) sempre faz viagens visitando jogadores, não só a mim. Veio da Colômbia, onde visitou um companheiro. Funciona assim: visita e conversa com jogadores. Tenho um carinho muito especial por ele e vice-versa. Isso se nota quando conversamos. O que ele quer é que todos os jogadores estejam concentrados em jogar e trabalhar. As coisas que aconteceram comigo eu tenho de corrigir. Depois, com o tempo vou brindar coisas melhores para o meu clube, o São Paulo, que me deu a oportunidade. Deixo o resto nas mãos de Deus. Só me resta trabalhar. Estou feliz. É o que mais importa para jogar futebol.

Diante do Bragantino, Cueva tentou combinações de jogadas com Nenê e Diego Souza. Assim como todo o time, o meia jogou melhor no primeiro tempo. O peruano foi substituído aos 19 minutos da etapa final, por Brenner.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 09/02/2018, às 11:11

Dorival pode atingir marca que foi batida pela última vez por Muricy Ramalho no São Paulo

Caso vença o duelo da próxima quarta-feira, contra o CSA, pela Copa do brasil, técnico alcançará uma marca inatingível desde março de 2015

(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

CLIQUE AQUI e receba notícias do São Paulo direto no seu Messenger.

Pela segunda vez, Dorival Jr está próximo de quebrar um longo jejum no comando do São Paulo desde que chegou ao Morumbi. Vindo de três vitórias consecutivas, o treinador, caso vença o duelo da próxima quarta-feira, contra o CSA, pela Copa do brasil, alcançará uma marca inatingível desde março de 2015, quando Muricy Ramalho ainda estava à frente do Tricolor.



Na época, o São Paulo acabou superando o São Bento, Ponte Preta, San Lorenzo, este pela Libertadores, e Marília, somando quatro vitórias consecutivas. Ainda assim, não conseguiu alçar voos altos na temporada e teve de se contentar com mais um ano sem qualquer título conquistado.

Em 2017, já sob o comando de Dorival Jr, o São Paulo esteve muito próximo de vencer quatro jogos de maneira consecutiva. Foi na reta final do Campeonato Brasileiro. Depois de superar Flamengo, Santos e Atlético-GO, bastava ao Tricolor levar a melhor sobre a Chapecoense, no Pacaembu, para acabar com o jejum, no entanto, o time catarinense conseguiu sair de campo com um empate em 2 a 2.

Vindo de triunfos sobre Madureira, Botafogo-SP e Bragantino, Dorival Jr, ainda assim, tenta se livrar de uma vez por todas da grande pressão que se instalou no clube neste início de temporada. Para isso, o comandante são-paulino trabalhará duro neste Carnaval para que sua equipe, enfim, chegue à quarta vitória consecutiva. Mais do que o jejum, o resultado é de extrema importância pelo fato de o próximo jogo da equipe ser válido pela segunda fase da Copa do Brasil, contra o CSA, de Alagoas.



Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports