Publicada em 08/02/2018, às 12:42

Em evolução, zaga do Flu ainda sofre mais gols do que no início de 2017

Para resolver o grande problema do último ano, Abel aposta em novo esquema e tem feito elogios. L! traz números e compara o desempenho defensivo do Flu de 2017 e 2018

Renato Chaves e Gum, na foto, formam o trio defensivo ao lado de Ibañez (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

É de praxe em 2018: após cada partida do Fluminense, Abel Braga elogia o desempenho defensivo da equipe. O treinador apostou na formação com três zagueiros para resolver o principal problema do clube na última temporada e, até agora, tem dado resultado.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





São quatro de seis jogos oficiais sem ser vazado, mas o L! analisa se os bons números podem deixar o torcedor confiante em um ano melhor que 2017 em relação à defesa.

Deixando a Florida Cup de lado, o Fluminense soma neste ano três vitórias, dois empates e uma derrota, com quatro gols sofridos e cinco a favor.

Os números, apesar de positivos, são piores do que em 2017. Já com Abel no comando do Flu, foram cinco vitórias e uma derrota com três gols contra e 14 marcados.

O nível dos adversários é parecido. Em 2017, clássico com o Vasco e encontro com o Internacional na Primeira Liga. Em 2018, duelo contra o Botafogo e jogo decisivo contra a Caldense, fora de casa, pela Copa do Brasil.

A frieza dos números pode deixar o torcedor desconfiado para a sequência da temporada, mas, além disso, é preciso levar em conta o desempenho do time. Hoje, a zaga titular é formada por Gum, Ibañez e Renato Chaves. Reginaldo também é opção, o que fortalece a bola aérea do Tricolor. Em 2017, com Henrique e Chaves, o "caos aéreo" tirou o sono de Abel.

A proteção à defesa também promete ser maior com os reforços de Airton, Richard - contratado no fim de 2017 - e Jadson. Ano passado, o técnico teve problemas na função com a má fase de Orejuela, problemas disciplinares de Wendel e as lesões de Douglas.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 09/02/2018, às 09:21

Airton pegando ritmo, De Amores discreto nos treinos: como estão os reforços do Flu

Após oito meses parado em razão de cirurgia no tornozelo, volante está próximo de ter condições de jogo. Goleiro uruguaio tem se esforçado nos treinos, mas não a ponto de brigar por titularidade

Volante Airton em treino do Fluminense (Foto: Lucas Merçon)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

O Fluminense fez seis contratações para a temporada 2018 até o momento. Os primeiros, Gilberto e Jadson, já vestiram a camisa e, inclusive, são titulares. Airton e De Amores chegaram depois e ainda não estrearam. Enquanto Léo e Rodolfo aguardam trâmites burocráticos para serem anunciados.



A comissão técnica do Tricolor aproveita o período sem jogos para colocar todos os reforços à disposição do treinador Abel Braga. O GloboEsporte.com traz um resumo da situação atual de cada um.

Airton
O volante fez uma preparação especial quando chegou. Tudo porque estava voltando de uma grave lesão - fraturou a fíbula em junho do ano passado quando ainda jogava no Botafogo e precisou ser submetido a cirurgia. Anunciado no meio de janeiro, trabalhou a parte física em separado durante algumas semanas e, no momento, treina normalmente com bola, participando das mesmas atividades de todo o grupo.

Inclusive, participou do jogo-treino contra o Resende, na última terça-feira. Entrou no 2º tempo da vitória por 1 a 0. Tem chances, remotas, de estrear contra o Salgueiro, dia 15/02 pela Copa do Brasil. Como retorna de um período longo de inatividade, a comissão técnica tricolor adota uma postura mais cautelosa e só deve lançar o jogador na Taça Rio, para que o volante pegue mais ritmo antes nos treinos.



De Amores
Guillermo de Amores foi contratado após mobilização da torcida na internet e de cara virou xodó dos tricolores. Porém, o jovem goleiro ainda pode demorar um pouco a ter uma oportunidade no gol tricolor.

O uruguaio de 23 anos está à disposição do técnico Abel Braga - manteve a forma física durante o período que passou no Boston Rivers após se desligar do Liverpool-URU. Foi mais um que participou do jogo-treino contra o Resende. Assim como Airton, entrou no 2º tempo.

Uruguaio Guillermo de Amores, goleiro do Fluminense (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)



Entretanto, apesar de estar demonstrando disposição nos treinos, tecnicamente não tem tido performances de chamar a atenção a ponto de brigar com Júlio César por uma vaga de titular. Além disso, ganhará em breve a concorrência de mais um goleiro, Rodolfo.

Rodolfo
E por falar em Rodolfo, o goleiro de 26 anos, que seria titular no Atlético-PR, fez a pré-temporada no Furacão e, por isso, também chegou ao Flu em forma. Já está treinando com o grupo desde quarta-feira. Por questões burocráticas, ainda não foi anunciado oficialmente. Mas assim que for regularizado estará em condições de ser aproveitado por Abel.

Léo
Já o lateral-direito Léo ainda demorará um pouco mais de tempo para ficar à disposição. O jogador de 26 anos, que disputou o último Brasileirão pelo Coritiba, não fez pré-temporada este ano. Ele começou a treinar com o grupo do Flu no fim da semana passada e ainda precisará de mais alguns dias para alcançar a mesma condição do restante do grupo.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte