Publicada em 08/02/2018, às 12:42

Em evolução, zaga do Flu ainda sofre mais gols do que no início de 2017

Para resolver o grande problema do último ano, Abel aposta em novo esquema e tem feito elogios. L! traz números e compara o desempenho defensivo do Flu de 2017 e 2018

Renato Chaves e Gum, na foto, formam o trio defensivo ao lado de Ibañez (Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

É de praxe em 2018: após cada partida do Fluminense, Abel Braga elogia o desempenho defensivo da equipe. O treinador apostou na formação com três zagueiros para resolver o principal problema do clube na última temporada e, até agora, tem dado resultado.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





São quatro de seis jogos oficiais sem ser vazado, mas o L! analisa se os bons números podem deixar o torcedor confiante em um ano melhor que 2017 em relação à defesa.

Deixando a Florida Cup de lado, o Fluminense soma neste ano três vitórias, dois empates e uma derrota, com quatro gols sofridos e cinco a favor.

Os números, apesar de positivos, são piores do que em 2017. Já com Abel no comando do Flu, foram cinco vitórias e uma derrota com três gols contra e 14 marcados.

O nível dos adversários é parecido. Em 2017, clássico com o Vasco e encontro com o Internacional na Primeira Liga. Em 2018, duelo contra o Botafogo e jogo decisivo contra a Caldense, fora de casa, pela Copa do Brasil.

A frieza dos números pode deixar o torcedor desconfiado para a sequência da temporada, mas, além disso, é preciso levar em conta o desempenho do time. Hoje, a zaga titular é formada por Gum, Ibañez e Renato Chaves. Reginaldo também é opção, o que fortalece a bola aérea do Tricolor. Em 2017, com Henrique e Chaves, o "caos aéreo" tirou o sono de Abel.

A proteção à defesa também promete ser maior com os reforços de Airton, Richard - contratado no fim de 2017 - e Jadson. Ano passado, o técnico teve problemas na função com a má fase de Orejuela, problemas disciplinares de Wendel e as lesões de Douglas.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 23/02/2018, às 18:22

Fluminense e Diego Cavalieri chegam a acordo por rescisão; goleiro negocia com clube inglês

Fora dos planos do Tricolor desde o fim da última temporada, arqueiro entrou na justiça contra o clube buscando rescindir o contrato, assim como Scarpa e Henrique. Nesta sexta-feira (23), as partes chegaram a um acerto

(Foto: FOX Sports)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

O Fluminense anunciou na tarde desta sexta-feira (23 de fevereiro) que entrou em acordo com o goleiro Diego Cavalieri, que teve a rescisão de contrato com o clube publicada no Boletim Informativo Diário da CBF, o BID.



Dispensado de forma conturbada pelo Tricolor no fim de 2017, o arqueiro seguiu o caminho do zagueiro Henrique e do meia Gustavo Scarpa e pediu rescisão na Justiça Trabalhista, alegando atrasos de pagamento. Desde então, Diego e Fluminense iniciaram uma negociação para que o caso fosse resolvido de forma mais amistosa.

O jogador negocia com o Crystal Palace, da Inglaterra, e precisava da liberação do clube carioca. Os valores do acerto não foram divulgados pelo Tricolor das Laranjeiras.

Na publicação, o Fluminense aproveitou para agradecer os serviços prestados pelo goleiro: "O clube deseja sorte ao jogador que sempre honrou com profissionalismo as três cores que traduzem tradição em seu próximo passo na carreira".



Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports