Publicada em 08/02/2018, às 10:50

Dorival não quer Diego Souza como centroavante no São Paulo; jogador se coloca à disposição

Técnico fala em mudar número da camisa 9 do jogador para não dar impressão errada

(Foto: Érico Leonan / saopaulofc.net)

CLIQUE AQUI e receba notícias do São Paulo direto no seu Messenger.

Diego Souza veste a camisa 9 no São Paulo e tem sido o centroavante do time, mas o técnico Dorival Júnior pensa em aproveitá-lo de outra forma. Após a vitória por 1 a 0 sobre o Bragantino, nesta quarta-feira, no Morumbi, o comandante explicou o que pensa.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





– Eu não quero ele (Diego Souza) como atacante. Vou até mudar o número para não acharem isso. Eu quero (o Diego) buscando a bola. Em alguns momentos o Cueva estava enfiado, em outros o Marcos Guilherme na posição do 9. Na Europa vários jogadores jogam assim mais soltos. O próprio Diego dentro do Sport já fazia isso. Ele não é centroavante de referência, mas se quiser sair para se movimentar ele pode – disse Dorival.

Autos de dois gols em seis jogos, Diego Souza se colocou à disposição para ajudar. Seja qual for a posição dentro de campo.

– Hoje eu sou camisa 9, mas sou meia de origem. O que eu quero é ganhar. Se tiver de jogar de 9 ou 10, o Dorival sabe bem o que fazer. Eu quero atuar e bem. O Tite me conhece muito bem e, tanto de 10 quanto de 9, o importante é estar atuando para que eu possa estar brigando por uma convocação – disse o jogador, de olho em uma vaga na Copa do Mundo da Rússia.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 22/02/2018, às 21:23

Usados só um tempo em Itu, Nenê e Diego Souza treinam no São Paulo

No dia seguinte à derrota para o Ituano, os dois foram os únicos titulares na linha que trabalharam no CT da Barra Funda, de olho no duelo de domingo, contra a Ferroviária

(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

CLIQUE AQUI e receba notícias do São Paulo direto no seu Messenger.

No dia seguinte à derrota por 2 a 1 para o Ituano, Diego Souza e Nenê foram os únicos titulares do São Paulo que participaram do treino desta quinta-feira, no CT da Barra Funda. Ambos foram sacados no intervalo da partida dessa quarta-feira e, por isso, foram usado na atividade, fechada à imprensa.



Somente quem atuou por mais de 45 minutos realizou trabalho regenerativo. Por isso, tanto Diego Souza e Nenê quanto Valdívia e Tréllez, que entraram nos seus lugares em Itu, treinaram ao lado dos reservas na tarde, que teve a definição da permanência de Dorival Júnior à frente da equipe.

O clube divulgou que o técnico usou a atividade para enxergar opções de mudança para enfrentar a Ferroviária, no domingo, no Morumbi. O Tricolor tem dois desfalques certos: o volante Jucilei, que teve contratura na coxa direita, e o lateral-esquerdo Reinaldo, suspenso - a tendência é que Petros, que cumpriu suspensão, volte ao meio-campo, e Edimar reapareça na lateral.

Dorival dividiu o grupo em dois times, que se enfrentaram sob exigência de movimentação e trocas rápidas de passes. Na atividade, quem passava da linha na intermediária saía frente a frente com o goleiro e era obrigado a finalizar.



Na manhã desta sexta-feira, com a entrada liberada para a imprensa, o São Paulo volta a trabalhar, de olho no duelo de domingo. No sábado, em treinamento fechado, o time realiza a última atividade antes de tentar a recuperação no Campeonato Paulista - vem de duas derrotas seguidas e é o terceiro time que mais perdeu na competição.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!