Publicada em 08/02/2018, às 11:12

Ainda sem padrão, Galo de Oswaldo só teve 45 minutos de bom futebol em 2018

Destempero do técnico com jornalista após o jogo contra o Atlético-AC é reflexo do time em campo, que não consegue jogar bem na temporada

Oswaldo de Oliveira durante o jogo contra o Atlético-AC (Foto: Bruno Cantini)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Atlético direto no seu Messenger.

Um Atlético-MG destemperado em campo e fora dele. O pós-jogo no Acre, depois do empate por 1 a 1 com o Atlético-AC, é apenas um retrato do que tem sido o Galo na temporada 2018. O desentendimento do técnico Oswaldo de Oliveira com o jornalista Léo Gomide, da Rádio Inconfidência, foi reflexo de um treinador que ainda não conseguiu dar ao time um padrão de jogo após seis partidas.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Mesmo com o empate, o Atlético-MG conseguiu se classificar, mas em primeiro plano ficou o desempenho ruim do time, que quase viu a vaga para a segunda fase escapar para um time semi-profissional da Série C, e a discussão entre o técnico e o jornalista.

Dos seis jogos do Atlético-MG em 2018, o time conseguiu jogar bem em apenas 45 minutos. No primeiro tempo contra o Democrata-GV, o Galo mostrou um bom futebol e fez 3 a 0 com 20 minutos de jogo, aproveitando a fragilidade do adversário. Mesmo na segunda vitória do time alvinegro neste ano, contra a URT, o futebol apresentado não foi dos melhores, com o gol da vitória vindo apenas no fim do jogo.

A gota d'água foi a atuação ruim no Acre. Oswaldo até tentou mexer no time e sacou Cazares do jogo, mas pouco adiantou. Com um time desajustado, por muito pouco o Atlético-MG não voltou com um vexame histórico na bagagem.

Na coletiva de imprensa após a partida na Arena da Floresta, quando foi perguntado sobre o ataque do time, Oswaldo interrompeu o questionamento e a discussão começou. A situação ficou ainda pior quando o treinador acusou o jornalista de tê-lo xingado e partiu para cima de Léo Gomide. Os dois só não chegaram as vias de fato porque outros jornalistas e o diretor de comunicação do Atlético-MG, Domênico Bhering, separaram os dois.

O desempenho ruim neste início de ano é uma preocupação dos torcedores do Atlético-MG. Para melhorar as atuações do time, Oswaldo de Oliveira terá pouco tempo de treinamento. No sábado o time já enfrenta a Caldense, em mais um jogo pelo Campeonato Mineiro. No entanto, o foco do time tem que ser na partida contra o Botafogo-PB, no dia 21 de fevereito, pela segunda fase da Copa do Brasil.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 18:38

Treino indica titulares do Galo poupados antes de jogo pela Copa do Brasil

CLIQUE AQUI e receba notícias do Atlético direto no seu Messenger.

Neste domingo o Atlético-MG enfrenta o Tupi, às 17h, pela Campeonato Mineiro, em Juiz de Fora. Para o duelo válido pela oitava rodada do Estadual, o Galo deve jogar com uma equipe reserva, já que na próxima semana o clube tem compromisso pela terceira fase da Copa do Brasil, contra o Figueirense, em Florianópolis.



Pela atividade realizada nesta sexta-feira à tarde, na Cidade do Galo, o técnico interino Thiago Larghi optou por uma escalação alternativa. O time foi formado por Cleiton, Samuel Xavier, Iago Maidana, Matheus Mancini e Danilo; Arouca, Gustavo Blanco, Tomás Andrade e Cazares; Luan e Carlos.

Além do jogo de ida pela terceira fase da Copa do Brasil, a próxima semana tem outro importante compromisso para o Atlético, o clássico com o Cruzeiro, pelo Campeonato Mineiro.

Com 11 pontos conquistados no Estadual, o Galo tem situação bem encaminhada para se classificar às quartas de final do torneio. Por outro lado, o rival celeste tem 19 pontos, que praticamente tira a equipe alvinegra da disputa pelo primeiro lugar, que dá vantagens nas etapas seguintes da competição.




O Atlético ainda faz mais um treino antes de enfrentar o Tupi. No entanto, como é costume na Cidade do Galo, a atividade vai acontecer sem a presença da imprensa.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte