Publicada em 07/02/2018, às 19:39

Após cancelamento de atividade da manhã, Flu realiza treino no fim da tarde

Sessão matinal foi cancelada em razão de operação das forças de segurança na Cidade de Deus

Douglas e Pedro em treino no CT do Fluminense (Foto: Lucas Merçon / Divulgação)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

O Fluminense voltou a treinar no fim da tarde desta quarta-feira em seu centro de treinamento, na Barra da Tijuca, após a atividade da manhã ter sido cancelada em razão da operação das forças de segurança na Cidade de Deus.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





A sessão já estava prevista (o Tricolor vem treinando em dois períodos nesta semana) e foi mantida. O treino começou por volta de 16h30 e foi fechado para a imprensa. Abel Braga aproveitou a oportunidade para fazer trabalhos táticos com os jogadores. Os atletas também fizeram trabalhos físicos na academia.

As Forças Armadas, a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, a Força Nacional e as polícias Civil e Militar realizaram uma mega operação integrada nesta quarta, em diversos pontos do Rio de Janeiro, dentre eles, a Cidade de Deus. Mais de 20 pessoas foram presas no bairro vizinho ao CT do Flu.

Foi a segunda vez em menos de uma semana que o Tricolor se viu forçado a mudar de planos em razão de operações na região. Na quinta-feira passada, a coletiva do diretor esportivo de futebol, Paulo Autuori, foi adiada para sexta-feira. O treino previsto para o dia, no entanto, transcorreu normalmente.

Histórico de troca de tiros e assalto

O centro de treinamento do clube fica próximo da descida da Linha Amarela para a Avenida Ayrton Senna, e a entrada é feita por uma via lateral, vizinha à Cidade de Deus. É comum ouvir tiros de vez em quando do CT.

Em maio de 2016, assaltantes invadiram o local e roubaram mais de 10 mil camisas. No fim daquele ano, bandidos armados renderam seguranças do clube e os mantiveram presos durante três horas. A polícia foi acionada e houve troca de tiros. No começo de 2017, carros da polícia militar chegaram a fazer rondas no CT durante os treinos.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 18:22

Fluminense e Diego Cavalieri chegam a acordo por rescisão; goleiro negocia com clube inglês

Fora dos planos do Tricolor desde o fim da última temporada, arqueiro entrou na justiça contra o clube buscando rescindir o contrato, assim como Scarpa e Henrique. Nesta sexta-feira (23), as partes chegaram a um acerto

(Foto: FOX Sports)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

O Fluminense anunciou na tarde desta sexta-feira (23 de fevereiro) que entrou em acordo com o goleiro Diego Cavalieri, que teve a rescisão de contrato com o clube publicada no Boletim Informativo Diário da CBF, o BID.



Dispensado de forma conturbada pelo Tricolor no fim de 2017, o arqueiro seguiu o caminho do zagueiro Henrique e do meia Gustavo Scarpa e pediu rescisão na Justiça Trabalhista, alegando atrasos de pagamento. Desde então, Diego e Fluminense iniciaram uma negociação para que o caso fosse resolvido de forma mais amistosa.

O jogador negocia com o Crystal Palace, da Inglaterra, e precisava da liberação do clube carioca. Os valores do acerto não foram divulgados pelo Tricolor das Laranjeiras.

Na publicação, o Fluminense aproveitou para agradecer os serviços prestados pelo goleiro: "O clube deseja sorte ao jogador que sempre honrou com profissionalismo as três cores que traduzem tradição em seu próximo passo na carreira".



Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports