Publicada em 07/02/2018, às 18:01

Antes de jogo pela Libertadores, Vasco quita mês de salários atrasados

Diretoria deposita vencimentos de dezembro para funcionários e elenco. Campello havia prometido pagar folha salarial até o fim da semana

Parte do elenco do Vasco recebeu um mês de salário nesta quarta (Foto: Carlos Gregório/Vasco)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Vasco direto no seu Messenger.

A algumas horas do jogo contra a Universidad de Concepción, pela Libertadores, o elenco do Vasco ganhou uma boa notícia. A diretoria depositou nesta quarta-feira o salário equivalente a dezembro de funcionários e jogadores. A expectativa é de que o dinheiro esteja na conta, no máximo, até quinta.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





A promessa de Campello era quitar mais uma folha salarial até o fim da semana. Desde que assumiu, o presidente conseguiu pagar dois meses atrasados - novembro, há cerca de 15 dias, e, agora, dezembro. Restam as pendências de janeiro, 13° e férias.

A folha salarial do Vasco gira em torno de R$ 5 milhões por mês. O clube ainda aguarda receitas para quitar o restante da dívida: entre elas, o mecanismo de solidariedade referente à ida de Philippe Coutinho para o Barcelona e o patrocínio da Lasa.

O Vasco enfrenta a Universidad de Concepción às 21h45 (de Brasília) em São Januário. O Cruz-Maltino venceu o jogo de ida no Chile por 4 a 0 e pode perder por até três gols para se classificar à terceira fase da Libertadores.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 13:47

Zé Ricardo recebe proposta tentadora do Al-Ahli e pode deixar o Vasco

CLIQUE AQUI e receba notícias do Vasco direto no seu Messenger.

O técnico Zé Ricardo pode deixar o Vasco. O comandante recebeu uma proposta tentadora do Al-Ahli, dos Emirados Árabes, e terá uma conversa definitiva com a diretoria. Os valores estão muito acima do que o Cruzmaltino pode pagar.



O contrato seria de R$ 23 milhões por três anos. No Vasco, o treinador recebe salário de cerca de R$ 170 mil, consideravelmente inferior ao que foi oferecido pelo Ah-Ahli.

A conversa é para um aumento salarial e ampliação do vínculo até dezembro de 2019. Zé Ricardo, desta forma, passaria a receber vencimentos na casa de R$ 250 mil, ainda bem abaixo do que os árabes acenam.

O Vasco mostrará ao profissional a sua importância no processo de reestruturação do futebol do clube e afirmará que a continuidade em São Januário é fundamental para o projeto idealizado pela nova direção.



Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte