Publicada em 06/02/2018, às 10:49

Mini pré-temporada, equilíbrio do time... Como Flu pode usar o período sem jogos

Eliminado na Taça Guanabara, Tricolor ficará quase duas semanas sem atuar. Até lá, comissão técnica poderá ter à disposição De Amores, Airton, Léo, Rodolfo, Luquinhas e Felipe

Marlon em atividade na pré-temporada do Flu no começo de janeiro (Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

Depois da queda na fase de grupos da Taça Guanabara, o Fluminense ficará alguns dias sem jogos. A tendência é que time volte a campo no dia 14 de fevereiro. As datas disponíveis para a 2ª fase da Copa do Brasil são 14 e 21/02, porém, nesta última, o Tricolor tem jogo marcado contra o Bangu, pela Taça Rio.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Neste período, o Flu poderá tocar algumas coisas dentro e fora das quatro linhas. Nos treinos, Abel Braga terá a chance de entrosar mais a equipe, enquanto a preparação física poderá fazer uma mini pré-temporada. Nos bastidores, a diretoria monitora oportunidades de mercado para trazer novos nomes.

Mini pré-temporada
A parada será útil para o Fluminense complementar o trabalho de pré-temporada. Afinal, neste ano, o período entre reapresentação (03/01) e estreia (17/01) foi mais curto em razão da parada para a Copa do Mundo. Além disso, a participação no Torneio da Flórida deu uma “quebrada” na sequência de preparação.

Nesta semana, por exemplo, após folgarem domingo e segunda, os jogadores trabalharão em dois turnos, o que não vinha ocorrendo nesta série de jogos durante a semana e fim de semana.

Entrosamento e equilíbiro tático
Abel Braga também poderá aproveitar o período para entrosar mais o time no esquema 3-5-2 implantado para este ano.

O setor defensivo tem se mostrado o ponto forte do time até o momento. Nos últimos cinco jogos, sofreu apenas um gol (na derrota por 3 a 1 para o Boavista, na estreia, o time era reserva e o esquema usado foi o 4-3-3).

O setor ofensivo, por sua vez, ainda não engrenou. Foram apenas cinco gols em seis jogos oficiais. Média menor que um gol por jogo. O treinador busca o equilíbrio.

Com a formação com um atacante a menos, a equipe tem apenas Marcos Jr. jogando pelas pontas e passa a depender da subida dos laterais para ter volume pelos lados. Nos primeiros jogos, Gilberto e Marlon ficaram muito presos atrás, fazendo linha com a defesa. Ayrton Lucas entrou bem no time e deu mais dinamismo ao lado esquerdo.

Pelo meio, Sornoza sentiu a sobrecarga de ser o único armador do time. Jadson foi adiantado para auxiliar na criação. O volante tem jogado mais pelo lado direito, e o equatoriano, pelo esquerdo. No entanto, as jogadas ainda não têm saído de forma fluida.

Olho no mercado
Paralelamente, o Flu segue em busca de reforços. Não é segredo que Abel deseja pelo menos mais três nomes para completar o elenco: um zagueiro que jogue pelo lado esquerdo, um meia e um atacante. Com restrições financeiras, o clube está atento a oportunidades de mercado. A ordem de manter a folha salarial enxuta em dia, é um limitador na hora de trazer reforços.

Colocar os reforços à disposição
Dos seis reforços já contratados, apenas Gilberto e Jádson estrearam. Guillermo de Amores e Airton já estão registrados, mas ainda não foram relacionados. O goleiro uruguaio tem treinado com o grupo. Já o volante vem aprimorando a parte física, afinal ficou seis meses parado em razão da cirurgia no tornozelo em junho de 2017. Rodolfo e Léo, por sua vez, ainda não assinaram e, por isso, não foram anunciados. O clube terá tempo para finalizar as burocracias.

Colocar liberados do DM à disposição
No departamento médico do clube há apenas Marquinhos Calazans, que se recupera de uma nova cirurgia no joelho, após a agressão sofrida por rubro-negros na noite da final da Sul-Americana, em dezembro do ano passado.

O meia Luquinhas, recuperado de uma lesão na panturrilha direita, e o centroavante Felipe, recuperado de cirurgia no joelho direito, foram liberados para a fisioterapia há duas semanas, fizeram o trabalho de transição e, até a próxima tendem a estar à disposição de Abel, dando mais opções no setor ofensivo.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 21/02/2018, às 14:49

Atacante Romarinho está de saída do Fluminense

Jogador foi contratado em agosto de 2017 a pedido do técnico Abel Braga

Indicado por Abel Braga, Romarinho não convenceu (Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

Contratado em agosto de 2017, a pedido do técnico Abel Braga, após se destacar pelo Globo-RN no duelo com o Fluminense, pela Copa do Brasil, Romarinho está de malas prontas para ir embora das Laranjeiras. Sem espaço na equipe e com contrato vigente até 31 de maio, seus empresários conversam com a diretoria para antecipar o distrato.



Contratado por empréstimo com opção de compra, Romarinho, em quase seis meses, jamais caiu nas graças da torcida foram oito jogos, apenas um como titular, e nenhum gol marcado. A expectativa é que a rescisão do atacante aconteça nos próximos dias. Enquanto isso, ele tem treinado à parte.

Conteúdo publicado originalmente no site O Dia