Publicada em 05/02/2018, às 12:25

Zé Ricardo aprova: Thiago Galhardo aproveita brecha criada pela saída de Nenê

Diante do Voltaço e Universidad de Concepción, meia surge como boa opção para o técnico do Vasco neste início de temporada. Em duas partidas, meia tem um gol e uma assistência

(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Vasco direto no seu Messenger.

São apenas duas partidas, mas o início de Thiago Galhardo com a camisa do Vasco da Gama é animador. No domingo, o meio-campista foi um dos destaques na vitória sobre o Volta Redonda, por 3 a 1 em São Januário. Além do gol relâmpago, marcado aos 18 segundos, Galhardo teve boa movimentação em campo, o que rendeu elogios do técnico Zé Ricardo após o confronto.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





- Vem treinando muito bem. É um meia que contamos, sabe se movimentar muito bem nas costas dos marcadores, é inteligente e acredito que possa evoluir e nos ajudar bastante - afirmou o comandante do Cruz-Maltino.

Antes dos 90 minutos contra o Volta Redonda, Thiago Galhardo só havia atuado por 63 minutos com a camisa do Vasco. Sua estreia no Chile, na última quarta, também foi positiva: uma assistência na vitória por 4 a 0 sobre a Universidad de Concepción, adversário do time por uma vaga na próxima fase da Liberta.

A estratégia de utilizar uma equipe alternativa no Carioca já foi visando o jogo de volta, na quarta-feira em São Januário, avaliou o comandante do Vasco.

- Os treinos condicionam, mas os jogos dão o algo a mais para dar ritmo de jogo - explicou Zé Ricardo.

A ausência de Nenê, que se transferiu para o São Paulo no início deste ano, criou uma brecha para os meias do Vasco. Na primeira partida do clube na Libertadores, Zé Ricardo adiantou o jovem Evander e a escolha se mostrou acertada - ele marcou dois gols.

Agora, com a rápida adaptação e evolução de Thiago Galhardo ao time, o treinador tem mais uma opção para escalar a equipe do Vasco da Gama.




Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 22/02/2018, às 20:46

Empresário de Martín Silva revela que pensou em tirar o goleiro do Vasco

Após ver o goleiro defender três penalidades e garantir a classificação do Vasco para a fase de grupos da Conmebol Libertadores, Regis Marques desabafou em sua conta no Twitter

(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Vasco direto no seu Messenger.

No dia 26 de julho de 2015, Martín Silva viveu um de seus piores dias com a camisa do Vasco. Era a 15ª rodada do Campeonato Brasileiro daquele ano, o Cruzmaltino recebia em casa o Palmeiras e no fim do primeiro tempo já sofria uma goleada por 3 a 0.



Voltando ao time após dois meses fora por contusão, o uruguaio não foi poupado pela torcida, que o vaiou pelas falhas nos gols do adversário. Para piorar, Martín foi substituído no intervalo e após o jogo, o então treinador, Celso Roth, creditou a “erros individuais” a derrota por 4 a 1, além de barrar o arqueiro na sequência do campeonato.

Nesta quarta-feira (21 de fevereiro), após ver o goleiro defender três penalidades e garantir a classificação do Vasco para a fase de grupos da Conmebol Libertadores, Regis Marques, empresário de Martín Silva desabafou em sua conta no Twitter.

“Em pensar que as vaias contra o Palmeiras, da torcida, foi a coisa mais covarde que vi, quase me fez tirar ele do Vasco”, contou o agente, para em seguida fazer uma advertência à torcida. “Só espero que apoiem quando falhar também, pois nas boas estão vários com ele. Quero ver nas más”, finalizou.






Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports