Publicada em 05/02/2018, às 14:38

Sem saber quando vai parar, Magno Alves quer despedida em Flu x Ceará

Ídolo da torcida do Tricolor e do Vozão, Magnata ainda não tem data para parar de jogar

Nono maior artilheiro do Fluminense: Magnata tem 124 gols pelo Fluminense (Foto: Divulgação/Fluminense)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

Aos 42 anos, Magno Alves ainda não planeja pendurar suas chuteiras, mas já tem ideia de como quer se despedir do futebol: com um jogo entre Fluminense e Ceará, os clubes com as passagens mais marcantes em sua carreira.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





- Meu desejo é de encerrar nos dois clubes em que tenho uma história bonita. Não sei ainda quando, mas podemos fazer um jogos com os dois: Ceará e Fluminense - afirmou Magnata, nono maior artilheiro da história do clube das Laranjeiras, à "ESPN".

Autor de 124 gols em 331 partidas pelo Tricolor, Magno Alves deixou o Ceará ao fim de 2017 e acertou com o Grêmio Novorizontino para a disputa do Campeonato Paulista. A aposentadoria, no momento, não está planejada:

- Parar ainda não sei, estou pensando no Paulista.

A última passagem de Magnata pelas Laranjeiras foi entre 2015 e 2016. Foram 65 jogos e 11 gols, além do título da Primeira Liga. Antes, o artilheiro havia brilhado com a camisa tricolor entre 1998 e 2002, quando brilhou ao lado de Roni e conquistou a Série C do Brasileirão em 1999 e o Carioca de 2002.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 23/02/2018, às 18:22

Fluminense e Diego Cavalieri chegam a acordo por rescisão; goleiro negocia com clube inglês

Fora dos planos do Tricolor desde o fim da última temporada, arqueiro entrou na justiça contra o clube buscando rescindir o contrato, assim como Scarpa e Henrique. Nesta sexta-feira (23), as partes chegaram a um acerto

(Foto: FOX Sports)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

O Fluminense anunciou na tarde desta sexta-feira (23 de fevereiro) que entrou em acordo com o goleiro Diego Cavalieri, que teve a rescisão de contrato com o clube publicada no Boletim Informativo Diário da CBF, o BID.



Dispensado de forma conturbada pelo Tricolor no fim de 2017, o arqueiro seguiu o caminho do zagueiro Henrique e do meia Gustavo Scarpa e pediu rescisão na Justiça Trabalhista, alegando atrasos de pagamento. Desde então, Diego e Fluminense iniciaram uma negociação para que o caso fosse resolvido de forma mais amistosa.

O jogador negocia com o Crystal Palace, da Inglaterra, e precisava da liberação do clube carioca. Os valores do acerto não foram divulgados pelo Tricolor das Laranjeiras.

Na publicação, o Fluminense aproveitou para agradecer os serviços prestados pelo goleiro: "O clube deseja sorte ao jogador que sempre honrou com profissionalismo as três cores que traduzem tradição em seu próximo passo na carreira".



Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports