Publicada em 05/02/2018, às 11:15

Marcos Guilherme joga todas desde a estreia e vira protagonista no São Paulo

Com 28 jogos seguidos e única opção de velocidade no ataque, jogador ganha patamar importante na equipe de Dorival Júnior

(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

CLIQUE AQUI e receba notícias do São Paulo direto no seu Messenger.

Marcos Guilherme estreou no São Paulo no dia 29 de julho do ano passado. E que estreia! Entrou no segundo tempo contra o Botafogo, no estádio Nilton Santos, e fez dois gols na incrível virada de 4 a 3. Desde então, não houve um jogo sequer da equipe sem o atacante em campo.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





No último sábado, ele completou 28 partidas consecutivas. Sem lesões, sem suspensões e sem ser poupado por Dorival Júnior. Mesmo na primeira rodada do Paulistão, em que os titulares e até alguns reservas mais experientes foram poupados, Marcos Guilherme entrou no segundo tempo.

Aliás, ele só não começou jogando nessa derrota por 2 a 0 para o São Bento, na abertura da temporada de 2018, e nas três primeiras partidas para as quais foi relacionado. Nas outras 24 vezes, foi titular.

– Desde pequeno, sou um pouquinho privilegiado na questão física, consigo me recuperar muito bem de um jogo para o outro, dificilmente tenho lesões. É importante estar bem fisicamente porque na minha função preciso atacar e marcar toda hora. Fico feliz por ter uma sequência e não posso dar brecha, porque tenho muitos objetivos a alcançar – afirmou.

Números de Marcos Guilherme no São Paulo:

- 28 jogos seguidos
- 24 como titular e quatro entrando no segundo tempo
- 2.310 minutos em campo
- Sete gols

Emprestado pelo Dínamo Zagreb, da Croácia, até o fim deste ano, Marcos Guilherme tem se tornado cada vez mais protagonista da equipe de Dorival, principalmente por ter características raras no elenco: velocidade e profundidade para chegar à linha de fundo. Neste início de temporada, em seis jogos, ele fez um gol e deu uma assistência.

Com a chegada de Valdívia, que será emprestado pelo Internacional até o fim do ano – o anúncio ocorrerá nesta segunda-feira se o jogador for aprovado em exames médicos –, Marcos Guilherme ganha alguém para dividir as tarefas de velocidade. Mas como o reforço ainda deve demorar um pouco a estrear, o atacante de 22 anos deverá estar em campo novamente na quarta, diante do Bragantino, no Morumbi.

– Se depender de mim, eu jogo todas até o final do ano (risos). Tenho treinado muito forte para poder estar na equipe titular, mas se o Dorival precisar me descansar um pouquinho, isso é com ele. Se depender de mim, eu jogo todas.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 09/02/2018, às 11:11

Dorival pode atingir marca que foi batida pela última vez por Muricy Ramalho no São Paulo

Caso vença o duelo da próxima quarta-feira, contra o CSA, pela Copa do brasil, técnico alcançará uma marca inatingível desde março de 2015

(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

CLIQUE AQUI e receba notícias do São Paulo direto no seu Messenger.

Pela segunda vez, Dorival Jr está próximo de quebrar um longo jejum no comando do São Paulo desde que chegou ao Morumbi. Vindo de três vitórias consecutivas, o treinador, caso vença o duelo da próxima quarta-feira, contra o CSA, pela Copa do brasil, alcançará uma marca inatingível desde março de 2015, quando Muricy Ramalho ainda estava à frente do Tricolor.



Na época, o São Paulo acabou superando o São Bento, Ponte Preta, San Lorenzo, este pela Libertadores, e Marília, somando quatro vitórias consecutivas. Ainda assim, não conseguiu alçar voos altos na temporada e teve de se contentar com mais um ano sem qualquer título conquistado.

Em 2017, já sob o comando de Dorival Jr, o São Paulo esteve muito próximo de vencer quatro jogos de maneira consecutiva. Foi na reta final do Campeonato Brasileiro. Depois de superar Flamengo, Santos e Atlético-GO, bastava ao Tricolor levar a melhor sobre a Chapecoense, no Pacaembu, para acabar com o jejum, no entanto, o time catarinense conseguiu sair de campo com um empate em 2 a 2.

Vindo de triunfos sobre Madureira, Botafogo-SP e Bragantino, Dorival Jr, ainda assim, tenta se livrar de uma vez por todas da grande pressão que se instalou no clube neste início de temporada. Para isso, o comandante são-paulino trabalhará duro neste Carnaval para que sua equipe, enfim, chegue à quarta vitória consecutiva. Mais do que o jejum, o resultado é de extrema importância pelo fato de o próximo jogo da equipe ser válido pela segunda fase da Copa do Brasil, contra o CSA, de Alagoas.



Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports