Publicada em 05/02/2018, às 11:27

Mano elogia técnica e experiência de Edilson, que avisa: "É apenas o começo"

Lateral faz terceiro jogo com a camisa do Cruzeiro e é um destaques na vitória em clássico: foi dele a assistência perfeita para o golaço de Arrascaeta

Edílson foi parabenizado pelos companheiros após assistência para o gol de Arrascaeta (Foto: Washington Alves/Light Press)



Preste atenção no golaço de Arrascaeta no vídeo acima. Mas não só na plasticidade do voleio. O cruzamento que veio da direita foi na medida. Na verdade, foi uma assistência perfeita do lateral Edilson que teve como endereço certo os pés do uruguaio que, inclusive, dividiu os méritos com o companheiro. O técnico Mano Menezes também não poupou elogios ao jogador contratado junto ao Grêmio.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





- Não foi um cruzamento, foi uma assistência (no gol do Arrascaeta): ele levantou a cabeça, olhou pra área e colocou numa condição que um jogador da qualidade do Arrascaeta tem pra finalizar do jeito que finalizou. (A atuação dele) está dentro do contexto: idealizamos um jogador que pudesse trazer não só essa capacidade técnica, mas uma experiência de competir em alto nível nos jogos grandes. Ano passado a gente sofreu um pouco. E hoje a gente tem, além de um jogador que sabe se comportar em momentos difíceis, um jogador que acrescenta ofensivamente.

Feliz com o "meio gol" na vitória de 1 a 0 em cima do Cruzeiro, Edilson ficou duplamente feliz ao saber dos elogios feitos por Mano Menezes. Em entrevista exclusiva ao GloboEsporte.com, disse estar muito satisfeito no clube e avisa que tem mais a mostrar com a camisa 2 celeste.

- Pra mim é muito gratificante ser elogiado por um técnico do nível do Mano Menezes. Primeiro porque eu tô muito feliz aqui, muito feliz em trabalhar com ele. Tenho certeza de que vou crescer ainda mais como jogador. A respeito do jogo de hoje, acredito que realmente gosto de jogos grandes, de jogos pegados, meu nível de concentração nesses jogos aumenta mais. Tenho muito a evoluir ainda no Cruzeiro, é apenas o começo. Meu terceiro jogo ainda. A parte física ainda sinto um pouco. Mas tenho certeza que com o decorrer dos jogos vou evoluindo. Fui muito bem recebido. Ainda estou buscando entrosamento com Robinho, Arrascaeta, Fred, Thiago Neves.

O jogo contra o América-MG encheu Edilson de boas expectativas sobre o trabalho construído pelo Cruzeiro neste início de 2018.

- O clássico foi nosso melhor jogo na temporada, um jogo muito certo. É apenas o começo, mas estamos começando bem, Tenho total certeza que estamos no caminho certo.

Por fim, o histórico positivo na galeria de títulos recentes é destacado por Edilson ao citar a evolução apresentada na carreira.

- A respeito da experiência, a gente consegue atingir esse nível disputando títulos, campeonatos grandes. Nos últimos três anos eu conquistei três títulos gigantes no cenário nacional. Isso acrescentou muito pra eu aprender e evoluir, pera cada vez crescer mais como jogador e saber me comportar e não sentir.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 09/02/2018, às 09:04

Invicto, Cruzeiro defende liderança contra o pressionado Democrata pelo Mineiro

Clubes se enfrentam nesta sexta-feira, às 21h30, em Governador Valadares, pela sexta rodada

Mamudão será palco do duelo entre Democrata e Cruzeiro (Foto: Divulgação/ Democrata)



Já é Carnaval! Porém, ainda não para Democrata e Cruzeiro, que vão se enfrentar na noite desta sexta-feira, às 21h30 (de Brasília), no Mamudão, em Governador Valadares, pela sexta rodada do Campeonato Mineiro. Os times vivem momentos distintos na competição. A equipe de Mano Menezes ocupa o topo da tabela, com 13 pontos, e ainda está invicta neste ano. Já o clube do interior de Minas Gerais é o vice-lanterna, com quatro.



O Democrata chega na rodada precisando pontuar. O time repete o desempenho ruim do Mineiro do ano passado, quando quase foi rebaixado. Até aqui, a Pantera não teve sucesso jogando em casa: dois jogos e duas derrotas. Para o confronto com o Cruzeiro, a equipe está pressionada pelo resultado.

- É uma partida muito especial, contra um time grande. A gente tem que ter uma postura mais aguerrida. Trata-se de um jogo importantíssimo para nós, até mesmo em termos de tabela; precisamos pontuar nesta rodada - afirma o técnico Gilmar Estevam.

Nesta semana, o Democrata "ganhou" duas baixas no time titular. O zagueiro Allan Miguel torceu o joelho, rompeu os ligamentos e deve ficar afastado por um bom tempo. O goleiro Tiago Rocha também fica fora do duelo com a Raposa, por causa de um estiramento na coxa direita. Foram três treinamentos em campo, porém, sem poder contar com todos os jogadores disponíveis para a partida. Isso porque, devido ao desgaste, muitos foram poupados.



Noite de estreia

Líder, “com folga”, o Cruzeiro está tranquilo no Campeonato Mineiro e poderia, até mesmo, levar o time reserva para atuar em Governador Valadares. Porém, não parece ser a ideia do técnico Mano Menezes, que deve colocar em campo a maioria dos titulares. No ataque, o trio deve permanecer o mesmo: Rafinha, Arrascaeta e Fred. As mudanças devem ocorrer no sistema mais defensivo.

No treino dessa quinta-feira, Mano testou o argentino Mancuello entre os titulares. Ele deve atuar no lugar de Ariel Cabral e fechar a primeira linha do meio de campo ao lado de Henrique e Robinho. E não será apenas Mancu que fará o primeiro jogo entre os 11 iniciais. O lateral-esquerdo Marcelo Hermes pode estrear com a camisa do Cruzeiro logo na equipe principal. Egídio, “dono” da posição, deve ser poupado, já que jogou em todos os duelos da Raposa nesta temporada.

A dupla de zaga também sofrerá modificações. Certo é que o jovem Murilo, de 20 anos, será poupado e não vai iniciar entre os titulares. Léo terá um “novo” companheiro. Na quarta, Mano treinou com Digão. Porém, nas atividades dessa quinta, optou por Manoel - principal candidato à vaga no time.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte