Publicada em 05/02/2018, às 11:36

Guerrero treina na Argentina enquanto aguarda julgamento de recurso

Proibido de treinar nas dependências do Flamengo, atacante se prepara em centro de alto rendimento em Buenos Aires. Suspenso até maio, atleta vive expectativa de absolvição neste mês

Paolo Guerrero em evento em Lima, na semana passada (Foto: Mariana Bazo/Reuters)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Flamengo direto no seu Messenger.

Proibido de treinar nas dependências do Flamengo ou da Federação Peruano, Guerrero chegou à Argentina para se preparar para a temporada. Enquanto aguarda o julgamento de seu recurso na Corte Arbitral do Esporte (CAS), o atacante vai treinar no Buenos Aires Football Club, centro de alto rendimento esportivo na capital argentina, que pertence ao ex-jogador Matías Almeyda.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Na última quinta-feira, em evento em Lima, no Peru, o centroavante admitiu preocupação com seu estado físico.

– Minha cabeça está pensando todo o tempo no Mundial. Todavia, tenho que me preparar, meus companheiros têm uma vantagem por estar em ritmo, por agora me resta preparar física e psicologicamente para chegar bem ao Mundial. Estou em ‘Modo Rússia’ – afirmou o jogador, na capital peruana.

Suspenso das atividades profissionais, o atacante, que teve seu contrato com o Flamengo suspenso, não pode utilizar as instalações do Rubro-Negro e da seleção peruana para trabalhar.

Guerrero está suspenso desde o último dia 3 de novembro. Ele testou positivo para benzoilecgonina, principal metabólito da cocaína, em exame antidoping realizado após o jogo entre Peru e Argentina, pelas eliminatórias da Copa, no dia 5 de outubro. Após suspensão inicial de um ano, o peruano teve a pena reduzida para seis meses. No entanto, o jogador recorreu Corte Arbitral do Esporte (CAS) em busca de absolvição. A tendência é que o recurso seja julgado em fevereiro.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 24/02/2018, às 14:38

Fla inicia processo para renovação de Guerrero, de olho na Libertadores

Atacante, que tem contrato até agosto, e pode jogar a partir do dia 3 de maio, deve entrar na lista da competição continental; Clube mantém confiança em novo julgamento

CLIQUE AQUI e receba notícias do Flamengo direto no seu Messenger.

O Flamengo começa a analisar mais friamente a situação que envolve a ideia de prolongar o contrato com Paolo Guerrero. O atacante está suspenso até o dia 3 de maio, por doping, e partir desta data poderá retornar aos gramados. Por isso, a diretoria e a comissão técnica analisam a possibilidade de colocar seu nome na lista de inscritos para a primeira fase da Copa Libertadores. A lista tem que ser enviada até 72 horas antes da estreia rubro-negra, que acontece no dia 28, na quarta-feira, contra o River Plate (ARG).



A ideia da diretoria é iniciar na próxima semana as conversas para prolongar o contrato do jogador. Seu vínculo vai até 10 de agosto, porém o Flamengo ainda não sabe se o peruano vai querer seguir depois do término. Comenta-se nos corredores das Gávea que Guerrero não gostou de ter seu contrato suspenso pela direção e de ser proibido (devido a regra da suspensão que o impede de praticar esportes) de manter a forma nas instalações do clube.

Desta maneira, a princípio, Guerrero não mostrou muita intenção de prolongar por mais tempo seu contrato, em janeiro. Mesmo assim, o Flamengo vai buscar um acordo porque quer contar com o peruano, pelo menos até dezembro. Tanto que ideia é colocá-lo na lista de inscritos da primeira fase da competição continental. Com a suspensão encerrando no dia 3 de maio, Guerrero estaria livre para atuar contra o Emelec (EQU), no Maracanã, no dia 16 de maio e contra o River Plate, na Argentina, no dia 23.

A possibilidade de atuar dois jogos na Copa Libertadores animou o jogador, já que serão as últimas partidas antes da pausa das principais competições para a Copa do Mundo, a qual Guerrero deve disputar. É neste cenário que a diretoria do Flamengo está apostando. A ideia de ter o peruano focado é o que faz a comissão técnica pensar que ele pode ser muito útil na Libertadores e por isso deve pintar na lista dos inscritos para a competição.



De qualquer maneira, pesa contra Guerrero também que ele ainda não - e nem deve ter até neste mês - contato com o técnico Paulo César Carpegiani, já que está proibido de treinar no Ninho do Urubu. Entretanto, caso se mostre disposto a prolongar seu vínculo e ao ser inscrito na Libertadores, a tendência é que o Fla libere algum acompanhamento, físico e médico, para o jogador nos próximos meses.

A diretoria do Flamengo também ouviu sobre um possível interesse do Corinthians em contar com o atacante, ao término do vínculo. Neste momento, inclusive, Guerrero já pode assinar pré-contrato com qualquer clube desde o dia 10 de fevereiro. No Timão, o negócio, por ora, é considerado inexistente.

NOVA SUSPENSÃO NÃO INTIMIDA

Recentemente, a Wada (Corte Arbitral do Esporte, a Agência Mundial Antidoping) ficou de apelar na Suprema Corte do Esporte (CAS) para o jogador continuar suspenso por um ano e não por seis. Inicialmente, em novembro do ano passado, Guerrero foi condenado por doping por 12 meses. Em apelação, seus advogados conseguiram reduzir para seis meses.

Contudo, como a Agência Mundial ainda prepara o documento com a nova apelação, depois de protocolar, e o julgamento do atacante na Suprema Corte do Esporte que deveria ocorrer ainda neste mês, deve acontecer apenas em março. Mesmo assim, os advogados de Guerrero e do Flamengo, não estão preocupados com o aumento da pena.

Segundo pessoas que cuidam do caso, não existe um embasamento da Wada para aumentar a pena, que antes foi de doze meses, mas foi reduzida para seis meses. Assim, o Flamengo ainda aguarda um último parecer dos advogados para confirmar a inscrição de Paolo Guerrero na Copa Libertadores, além de formalizar a proposta pela renovação do vínculo.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!