Publicada em 03/02/2018, às 11:03

Reforços, encostados e dúvidas: a análise do elenco do Corinthians no início de 2018

Timão começa bem a temporada, mas tenta diminuir o grupo de jogadores

Técnico Fábio Carille com parte do elenco do Corinthians, durante treino (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag.Corinthians)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Corinthians direto no seu Messenger.

Um mês após o início dos trabalhos em 2018, o saldo do Corinthians é positivo. Após uma vitória (nos pênaltis) e uma derrota no Torneio da Flórida, o Timão começou o Campeonato Paulista com três vitórias e um revés.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





O elenco alvinegro está sendo montado. Nem todos os reforços estrearam, e ainda há jogadores que podem deixar o Timão. Além disso, a comissão técnica deseja a chegada de pelo menos mais um reforço para o ataque.

Segundo o técnico Fábio Carille, o ideal é que o elenco tenha entre 32 e 35 jogadores. Atualmente, porém, o grupo conta com 38 atletas (sem contar os que treinam sozinhos, como Bruno Paulo, Gustavo Vieira e Matheus Vidotto, por exemplo).

Veja abaixo uma análise do elenco:

Goleiros
Cássio - 6 jogos

Se em 2017 o camisa 12 começou a temporada sob dúvidas, neste ano ele tem status de titular absoluto e uma das referências da equipe. Aos 30 anos, o goleiro tem grande chance de disputar a sua primeira Copa do Mundo. Não fez milagres, mas tem início de ano seguro.

Caique - 2 jogos

Ganhou crédito com boas atuações na reta final do Brasileirão do ano passado. Neste ano, atuou apenas no segundo tempo dos jogos do Torneio da Flórida, mas mesmo em pouco tempo se destacou. Fez grandes defesas diante do PSV, da Holanda, e ainda pegou um pênalti.

Walter - nenhum jogo

Ainda se recupera de cirurgia no tendão adutor da coxa direita, realizada em novembro de 2017, e não foi relacionado para nenhum jogo neste ano. Já treina em campo, mas pode voltar a ficar à disposição do técnico Fábio Carille apenas em março.

Filipe - nenhum jogo

O jovem de 20 anos está treinando com o preparador Mauri Lima e os demais goleiros do Corinthians, mas ainda não estreou. Outros goleiros da base de vez em quando também "sobem" para trabalhar no elenco profissional, como Maltos, de 17 anos.

Laterais
Fagner - 6 jogos

Titular absoluto e um dos homens de confiança do técnico Fábio Carille. Foi titular em todos os jogos nesta temporada e teve boas atuações. Apesar de não vir sendo convocado pelo técnico Tite, ainda sonha em defender a Seleção no Mundial da Rússia.

Juninho Capixaba - 4 jogos

Contratado no início deste ano do Bahia, rapidamente ganhou a vaga de Guilherme Romão. Apesar de apresentar alguns erros defensivos, sobretudo no clássico contra o São Paulo, vem agradando à comissão técnica.

Léo Príncipe - 1 jogo

Atuou apenas no segundo tempo na estreia do Torneio da Flórida. Perdeu espaço para Mantuan, que se firmou como reserva de Fagner, e nem sequer foi inscrito no Campeonato Paulista. É um dos encostados do elenco e deve ser emprestado.

Mantuan - 1 jogo

Entrou na partida contra o Rangers, da Escócia, e tem ficado na reserva nos últimos jogos. Jovem de 20 anos, que também pode atuar como volante, é visto por Carille como o reserva de Fagner atualmente.

Guilherme Romão - 4 jogos

Começou o Paulistão como titular, mas teve atuação ruim diante da Ponte Preta e ainda foi expulso no fim. É visto como muito promissor, mas ainda não está pronto no entendimento da comissão técnica.

Carlos Augusto - nenhum jogo

Promovido ao elenco profissional após a Copa São Paulo, foi inscrito no Paulistão e aguarda chances.

Moisés - nenhum jogo

Está fora dos planos. Não foi inscrito no Campeonato Paulista e não jogou nem sequer no Torneio da Flórida. Aguarda propostas.

Zagueiros
Balbuena - 6 jogos

Liderança técnica e moral do Corinthians, o zagueiro começa 2018 muito bem. Além de atuações seguras na marcação, o paraguaio já marcou dois gols. Diretoria do Timão trata a renovação de contrato dele como prioridade.

Pedro Henrique - 6 jogos

Assumiu a vaga deixada por Pablo neste início de temporada e vem jogando bem. Foi titular em todas as partidas do ano e promete dificultar a entrada do recém-contratado Henrique na equipe.

Henrique - nenhum jogo

Contratado do Fluminense, demorou a começar a treinar em campo por questões burocráticas. Já está regularizado, mas ainda aprimora o condicionamento físico. Aos 31 anos, chega com status de titular, mas terá de brigar com Pedro Henrique por vaga no Corinthians.

Léo Santos - 2 jogos

Jogador de 19 anos espera por mais chances nesta temporada. Entrou no segundo tempo dos jogos contra PSV e Rangers, no Torneio da Flórida, mas ainda não atuou no Paulistão. É visto com muito potencial internamente no clube.

Yago - nenhum jogo

De volta após empréstimo para a Ponte Preta, sentiu dores na coxa no começo do ano e perdeu um pouco da pré-temporada. Após trabalhos de condicionamento físico, foi relacionado para os últimos jogos, mas ainda não entrou em campo.

Vilson - nenhum jogo

Prestes a completar um ano sem atuar, por conta de lesão no joelho esquerdo, ainda está no departamento médico. É possível que volte a treinar em campo apenas em março.

Meio-campistas
Gabriel - 6 jogos

Titular em todas as partidas do ano, é um dos pilares da equipe. Com a mudança do esquema tático da equipe, que voltou a atuar no 4-1-4-1, pode ser mais exigido nesta temporada. Vem tendo boas atuações.

Rodriguinho - 5 jogos

Ficou fora apenas da partida contra a Ferroviária, na terceira rodada do Paulistão, por estar cansado. Começou o ano marcando dois gols no Torneio da Flórida, mas ainda está discreto no Paulistão, rendendo abaixo do que pode.

Jadson - 6 jogos

É o destaque do Corinthians neste início de 2018, com três gols e duas assistências. Cresceu de produção jogando mais centralizado e, aos 34 anos, fala em renovar o contrato com o Timão por mais uma temporada.

Camacho - 3 jogos

Reserva imediato da dupla Rodriguinho/Jadson, tem características diferentes dos titulares, sendo mais de posse de bola do que de avanços à área adversária. Ainda tem moral com Carille.

Maycon - 5 jogos

Assim como Camacho, aguarda por uma oportunidade nas duas posições centrais do meio-campo. Titular em boa parte de 2017, perdeu espaço e pode até ser negociado, mas vem entrando no segundo tempo das partidas do Paulistão.

Marquinhos Gabriel - 4 jogos

Em baixa no primeiro ano de Corinthians, o meia cresceu no Brasileirão do ano passado e foi importante em momentos pontuais no título brasileiro. Em 2018, segue na reserva, mas é opção constante para Carille pelo lado do campo.

Mateus Vital - um jogo

Chegou ao Corinthians com status de joia diante do investimento de cerca de R$ 8 milhões feito pelo clube. Cria do Vasco, o menino de 19 anos vive fase de adaptação. Atuou apenas contra a Ferroviária.

Pedrinho - um jogo

Campeão da Copinha, do Paulistão e do Brasileirão no ano passado, ganhou status de craque para a torcida, mas é tratado com enorme cuidado pela comissão técnica, que ainda faz trabalhos para ganho de massa muscular. Aos 19 anos, atuou contra o Rangers, na Flórida.

Danilo - nenhum jogo

Ídolo da torcida, recebe tratamento especial da comissão técnica por conta da idade (38 anos) e por seu histórico recente de lesões. Ainda não entrou em campo na temporada. É incógnita.

Giovanni Augusto - um jogo

Ficou fora da lista de inscritos do Paulistão. Por isso, aguarda uma boa proposta para ser negociado – tem recebido algumas sondagens. Aos 28 anos, está em baixa com a comissão técnica.

Paulo Roberto - nenhum jogo

Ainda não jogou na temporada por conta de dores musculares. O problema tirou o volante do Torneio da Flórida. No Brasil, fez tratamento em janeiro e deve voltar aos treinos na próxima semana para ser o reserva imediato de Gabriel.

Renê Júnior - um jogo

Recém-contratado, atuou na Flórida, mas deu um passo atrás. Na volta ao Brasil, passou por um processo de condicionamento físico. Será opção bem usada no meio-campo.

Jean - nenhum jogo

O volante voltou de empréstimo do Vasco, mas não será utilizado por Carille. A diretoria aguarda a chegada de propostas para definir o futuro do jogador.

Warian - 2 jogos

Outro que ficou fora da lista de inscritos no Paulistão. É volante, mas vem treinando de zagueiro - fez dois jogos assim. Tem futuro indefinido.

Atacantes

Romero - 6 jogos

É titular absoluto na equipe de Fábio Carille, seja pelo lado esquerdo ou direito. A torcida, que antes fazia críticas ao paraguaio, agora tem carinho por ele. Em seis partidas no ano, fez um gol.

Clayson - 6 jogos

Única contratação no segundo semestre de 2017, amadureceu e hoje é titular absoluto com Carille. Vem sendo trabalhado para aguentar sequências de 90 minutos. Jogou os seis jogos do ano, com um gol marcado.

Kazim - 5 jogos

Herdou a titularidade com a saída de Jô para o futebol japonês, mas é questionado pela torcida. Em cinco jogos no ano, marcou uma vez, na Flórida. Duela por vaga com Júnior Dutra, mas em breve deve ganhar a concorrência de um novo camisa 9, esse com status de titular.

Júnior Dutra - 6 jogos

Participou de todos os jogos do ano, com um gol marcado. Deixou boa impressão na vitória contra o São Caetano e duela com Kazim por uma vaga. Diz que não é um centroavante de ofício, mas que pode ajudar.

Emerson Sheik - nenhum jogo

Ídolo da torcida pelo título da Libertadores de 2012, voltou ao clube com contrato curto, até o fim de junho. Será relacionado pela primeira vez para o jogo contra o Novorizontino, neste domingo. Vai ser utilizado pelos lados do campo.

Lucca - 3 jogos

Inicialmente, não estava nos planos e era tratado pelo Corinthians como possível moeda de troca em negociações. Porém, teve reunião com Fábio Carille e disse que deseja ficar no Timão. Recebeu algumas chances entrando no decorrer de três partidas e teve atuações medianas.

Carlinhos - um jogo

Entrou apenas no segundo tempo da partida contra o Rangers. Apesar da carência de centroavantes do elenco, não deve ter chances por enquanto, já que a comissão técnica entende que ele ainda precisa evoluir.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 22/02/2018, às 22:00

Carille faz mistério com escalação para o Derby