Publicada em 03/02/2018, às 11:17

Aprovado em 1º por Jair, lateral tem trunfos para agarrar chance no Peixe

Daniel Guedes foi pedido de Jair Ventura quando técnica ainda estava no Botafogo. Contra o Palmeiras, jovem será titular do Santos no clássico que melhor aproveita

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Santos direto no seu Messenger.

No vestibular do Santos, o lateral-direito Daniel Guedes já foi o primeiro colocado. Mesmo jogando pouco, o jovem de 23 anos já foi alvo do técnico Jair Ventura. Na época, o então treinador do Botafogo pediu pelo ala por mais de uma vez. Mas só neste domingo, às 17h, contra o Palmeiras, no Allianz Parque, Daniel poderá usufruir da boa aprovação que teve no ano passado, já que Victor Ferraz tem uma luxação no ombro.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Como em todo vestibular, a pressão é grande, mas nessa prova o camisa 38 pretende acertar tudo.

- Em minha visão, segue a mesma (pressão). É jogar bem, mostra-se preparado e apresentar o meu valor dentro de campo. E claro, afirmar ao Jair que ele estava correto com relação à observação sobre meu trabalho na base e no profissional - diz Daniel Guedes, ao L!, antes da fase final da prova.

Quando a matéria é enfrentar o Palmeiras, o lateral-direito mostra conhecimento. Nas duas vezes em que enfrentou o rival, saiu como vencedor. A última, foi fora de casa, no palco do clássico deste domingo. Nos oito clássicos que disputou, só perdeu uma vez e venceu o restante.

Por isso, o Menino da Vila não deve passar apuros e deve seguir o caminho das pedras na prova que pode definir sua temporada.

- No último confronto, funcionou. E também nos mostrou muitas coisas por esse caminho das pedras. No geral, é saber a aproveitar a ou as oportunidades e segurar a pressão ofensiva deles, que estarão motivados por ser o primeiro clássico do ano e pela presença da torcida - completa.

Calejado por outros testes na "escola" em que foi formado, Daniel não precisa de uma preparação diferente para encarar o rival mais incômodo do Peixe nas últimas temporadas. O que o já experiente Guedes garante precisar é de uma oportunidade com o novo comandante.

Inclusive, o clássico será seu primeiro jogo no ano já que Victor Ferraz jogou mesmo machucado nos minutos finais da partida contra o Ituano.

- A atmosfera de jogo muda. Com isso, vem mais concentração e responsabilidade. Sei o que representa um clássico para o Santos, por estar há tantos anos já no clube. E por isso, foco muito na partida, para que possa ter um bom desempenho e principalmente, não errar. E vem dando certo. Espero que a invencibilidade siga.

No teste de Jair, Daniel Guedes pode conquistar a tão sonhada vaga como titular. Prepare-se, o portão já vai fechar.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 23/02/2018, às 14:16

Santos economiza R$ 2 milhões com “choque de gestão”, diz presidente

(Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Santos direto no seu Messenger.

O presidente José Carlos Peres afirma que o Santos economiza R$ 2 milhões por mês com o choque de gestão implantado nas primeiras semanas de gestão, iniciada oficialmente em janeiro.



“Estamos com dois milhões de reais de economia por mês. Estamos reorganizando o clube através de uma empresa (de auditoria). Ela estará capacitando todos os funcionários no Santos. A última gestão teve balanços reprovados. Houve uma mudança no clube, sejam boas ou não as formas que somos obrigados a trabalhar, poderemos propor alguma mudança no estatuto no futuro. Não vão ter coisas ruins no clube. Pretendemos ter boas notícias. Vamos caminhar o clube à dívida zero. Não vamos fugir de nossa política”, disse o presidente, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Vila Belmiro.

Peres assume as negociações do Santos após a demissão do executivo de futebol Gustavo Vieira. É ele quem comandará as tratativas por reforços.

“Eu estou dando sequência. Ele (Gustavo) me passou o que estava fazendo e estamos trabalhando nesse sentido. Não terceirizamos. O novo diretor deve chegar, mas não temos pressa. Falei com Jair e William (Machado), a conversa foi produtiva, e passei sobre a tranquilidade do clube. Não houve barulho, isso é maturidade. Seguimos dessa forma, sem pressa. Estarei próximo do futebol nesse período, trabalhando com eles e vamos atrás de reforços”, explicou Peres.



O gerente William Machado fica à frente do departamento de futebol por enquanto. O Santos tem interesse no retorno de Sergio Dimas, hoje diretor do Red Bull Brasil.

Conteúdo publicado originalmente no site Gazeta Esportiva