Publicada em 02/02/2018, às 13:49

Supera todos rivais juntos: São Paulo é o grande que mais usou sua lista B

Dorival utilizou quase todos os dez jogadores com menos de 21 anos que inscreveu em lista secundária no Campeonato Paulista; Santos, Corinthians e Palmeiras usaram bem menos

(Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net)

CLIQUE AQUI e receba notícias do São Paulo direto no seu Messenger.

Para esta temporada, o Campeonato Paulista colocou como opção para os clubes utilizar o que chama de lista B, que reúne jogadores mais jovens, vindos da base dos times. E o São Paulo aproveitou mais essa oportunidade do que todos os outros grandes do Estado juntos.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





A lista B não tem limite de inscritos, e nenhuma da outras três principais equipes do torneio inscreveu mais atletas do que o Tricolor. Dorival Júnior colocou dez jogadores nesse grupo e, passadas quatro rodadas da competição, não utilizou apenas um: o meia Gabriel, de 18 anos, que chegou a ser liberado para disputar as fases finais da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

Como comparação, o segundo grande que mais usou sua lista B foi o Santos: quatro dos oito inscritos foram a campo. Atrás, vem o Corinthians, com dois dos oito atletas do grupo, enquanto o Palmeiras não teve em suas partidas nenhum dos três que figuram em sua lista B. Juntos, os três clubes usaram seis jogadores, bem abaixo dos nove de Dorival Júnior (confira as listas abaixo).

Pesa para a estatística o planejamento inicial que o técnico traçou para o São Paulo, de preparar dois times simultaneamente, mas que abriu mão logo após ficar dois jogos sem vencer no torneio. Na estreia do Paulista, contra o São Bento, Dorival preferiu deixar a maioria de seus principais nomes treinando e escalou como titular quatro da lista B (Rony, Pedro, Paulo Henrique e Bissoli), além de usar durante o jogo Marquinhos Cipriano, também desse grupo.

A lista B tricolor tem ainda dois nomes que tiveram sequência como titular ainda em 2017 e seguem bem cotados no time, como Lucas Fernandes, que já iniciou a partida contra o Novorizontino, na segunda rodada, e vem ficando no banco, e Shaylon, titular da formação que mais vem sendo escalada.

E o São Paulo preferiu não colocar nessa lista secundária o atacante Brenner, de 18 anos e um dos destaques da temporada. A explicação é que o regulamento prevê que sejam escalados, no máximo, cinco atletas ao mesmo tempo da lista B. Dessa forma, mesmo com Brenner em campo, é possível ainda dar oportunidade a outros cinco garotos do elenco.

A presença de duas listas no Paulistão é uma tentativa da Federação Paulista de Futebol de dar mais chance à base, mas sem permitir times completamente desfigurados de seus principais atletas em campo. O regulamento prevê uma lista de inscrição com 26 jogadores e a lista B, sem limitações de número de inscritos e na qual podem estar atletas da base do clube que tenham entre 16 e 21 anos de idade, e 12 meses de registro profissional.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 09/02/2018, às 11:11

Dorival pode atingir marca que foi batida pela última vez por Muricy Ramalho no São Paulo

Caso vença o duelo da próxima quarta-feira, contra o CSA, pela Copa do brasil, técnico alcançará uma marca inatingível desde março de 2015

(Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

CLIQUE AQUI e receba notícias do São Paulo direto no seu Messenger.

Pela segunda vez, Dorival Jr está próximo de quebrar um longo jejum no comando do São Paulo desde que chegou ao Morumbi. Vindo de três vitórias consecutivas, o treinador, caso vença o duelo da próxima quarta-feira, contra o CSA, pela Copa do brasil, alcançará uma marca inatingível desde março de 2015, quando Muricy Ramalho ainda estava à frente do Tricolor.



Na época, o São Paulo acabou superando o São Bento, Ponte Preta, San Lorenzo, este pela Libertadores, e Marília, somando quatro vitórias consecutivas. Ainda assim, não conseguiu alçar voos altos na temporada e teve de se contentar com mais um ano sem qualquer título conquistado.

Em 2017, já sob o comando de Dorival Jr, o São Paulo esteve muito próximo de vencer quatro jogos de maneira consecutiva. Foi na reta final do Campeonato Brasileiro. Depois de superar Flamengo, Santos e Atlético-GO, bastava ao Tricolor levar a melhor sobre a Chapecoense, no Pacaembu, para acabar com o jejum, no entanto, o time catarinense conseguiu sair de campo com um empate em 2 a 2.

Vindo de triunfos sobre Madureira, Botafogo-SP e Bragantino, Dorival Jr, ainda assim, tenta se livrar de uma vez por todas da grande pressão que se instalou no clube neste início de temporada. Para isso, o comandante são-paulino trabalhará duro neste Carnaval para que sua equipe, enfim, chegue à quarta vitória consecutiva. Mais do que o jejum, o resultado é de extrema importância pelo fato de o próximo jogo da equipe ser válido pela segunda fase da Copa do Brasil, contra o CSA, de Alagoas.



Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports