Publicada em 02/02/2018, às 13:16

Jair nega que Santos fará marcação individual em Lucas Lima: "Abriria espaços"

Técnico diz que atenção especial ao meia no clássico contra o Palmeiras facilitaria trabalho dos atacantes rivais

(Foto: Ivan Storti/Santos FC)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Santos direto no seu Messenger.

Às vésperas de seu primeiro clássico como treinador do Santos, Jair Ventura reconhece a força do elenco e o poder de investimento do Palmeiras, adversário deste domingo, às 17h (de Brasília), na arena do rival, pela quinta rodada do Campeonato Paulista, mas acredita que o duelo será equilibrado.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





– É sempre um jogo diferente, equilibrado. Vamos jogar na casa do adversário, (que tem) 100% (de aproveitamento), com grande investimento, mas o Santos tem sua força dentro e fora de casa. Coincidentemente, ganhamos fora de casa até agora. Que possamos fazer um grande jogo e que saiamos vitoriosos – disse Jair Ventura, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Vila Belmiro.

O treinador do Santos garantiu que não terá marcação especial em Lucas Lima, que enfrenta o Santos pela primeira vez desde que trocou o clube pelo Palmeiras.

– Marcação individual não. Não posso, porque dou mais espaço para o Dudu, Keno, Willian, Borja... Temos sistema defensivo, mas sem marcação especial pela qualidade do Palmeiras. Temos que ter a mesma atenção – falou.

O técnico ainda espera um "algo a mais" dos seus atletas para evitar a provocação do ex-santista.

– Eu não vejo problema. Desde que não falte respeito. É natural... Sai um pouco do "mais do mesmo". Não vejo problema, é característica do Lucas. David Braz deu uma declaração e não quer que ele ganhe. É algo a mais. Sei que vão dar algo a mais para não ouvir gracinha do Lucas Lima. A rivalidade está aflorada, mas dá para sentir – afirmou Jair.

O treinador pediu que a rivalidade permaneça apenas dentro de campo:

– A briga está mais aflorada por causa dos grandes jogos recentes. Tendência é essa. Que possa ser um clássico da paz, principalmente fora dos estádios. Torcida única, mas violência existe, e que isso não ocorra. Somos referência para torcedores. Já vivemos uma violência tão grande... Que seja um clássico equilibrado, tranquilo, sem problemas – emendou Jair.

Em treino realizado na Vila Belmiro, na manhã desta sexta-feira, Jair repetiu a escalação que utilizou em outras duas oportunidades na semana, com Eduardo Sasha na vaga de Rodrigão no ataque. Gabigol treinou entre os reservas e deve ser relacionado pela primeira vez desde que voltou ao Peixe. Jair despistou:

– Se eu te falar quantos minutos ele vai jogar, vou dizer se ele (Gabigol) será titular ou não (risos).

Para o clássico, Jair não contará com Lucas Veríssimo (lesão muscular na coxa direita), Victor Ferraz (luxação no ombro direito) e Bruno Henrique (trauma no olho direito).

O Peixe encerra a preparação para o duelo contra o Palmeiras, único time 100% do Paulistão, neste sábado, em atividade fechada à imprensa.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 14:16

Santos economiza R$ 2 milhões com “choque de gestão”, diz presidente

(Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Santos direto no seu Messenger.

O presidente José Carlos Peres afirma que o Santos economiza R$ 2 milhões por mês com o choque de gestão implantado nas primeiras semanas de gestão, iniciada oficialmente em janeiro.



“Estamos com dois milhões de reais de economia por mês. Estamos reorganizando o clube através de uma empresa (de auditoria). Ela estará capacitando todos os funcionários no Santos. A última gestão teve balanços reprovados. Houve uma mudança no clube, sejam boas ou não as formas que somos obrigados a trabalhar, poderemos propor alguma mudança no estatuto no futuro. Não vão ter coisas ruins no clube. Pretendemos ter boas notícias. Vamos caminhar o clube à dívida zero. Não vamos fugir de nossa política”, disse o presidente, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Vila Belmiro.

Peres assume as negociações do Santos após a demissão do executivo de futebol Gustavo Vieira. É ele quem comandará as tratativas por reforços.

“Eu estou dando sequência. Ele (Gustavo) me passou o que estava fazendo e estamos trabalhando nesse sentido. Não terceirizamos. O novo diretor deve chegar, mas não temos pressa. Falei com Jair e William (Machado), a conversa foi produtiva, e passei sobre a tranquilidade do clube. Não houve barulho, isso é maturidade. Seguimos dessa forma, sem pressa. Estarei próximo do futebol nesse período, trabalhando com eles e vamos atrás de reforços”, explicou Peres.



O gerente William Machado fica à frente do departamento de futebol por enquanto. O Santos tem interesse no retorno de Sergio Dimas, hoje diretor do Red Bull Brasil.

Conteúdo publicado originalmente no site Gazeta Esportiva