Publicada em 02/02/2018, às 11:49

Com mais liberdade, Pottker "pisa" na área e retoma fase artilheira no Inter

Atacante ganha nova função, com capacidade de flutuar para o meio junto a Damião, e soma três gols na temporada

William Pottker comemora gol contra o Boavista, o terceiro dele em 2018 (Foto: Ricardo Duarte/Internacional/Divulgação)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Internacional direto no seu Messenger.

A versão William Pottker de 2018 não é a mesma de 2017. Aquele jogador que corria desesperadamente pelo lado direito, com a cabeça baixa, sem um rumo definido foi esquecido. Bom para o Inter e para ele mesmo. Com Odair Hellmann no comando, o atacante ganhou liberdade para flutuar até a zona mais central e definidora do ataque. Como consequência, é o artilheiro do Inter na temporada com três gols, todos como homem "surpresa".

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Pottker chegou ao Inter em maio do ano passado com status de goleador do Campeonato Paulista, o estadual mais disputado do país. Passou praticamente toda a Série B questionado se renderia mais próximo do gol ou aberto pelo lado direito. Os treinadores colorados optaram pela segunda opção. Mas ele não engrenou. Fechou 2017 com 10 gols, atrás de Nico López (17) e Brenner (13). Mais do que isso, ficou fadado a correr e acompanhar o lateral-esquerdo adversário, sem muita objetividade.

Em 2018, a situação mudou novamente. Com o auxiliar Odair Hellmann efetivado ao cargo de técnico principal, o atacante ganhou mais liberdade para flutuar da direita para o meio e, não raro, aparecer junto a Leandro Damião no comando do ataque. Desta forma, ele já foi às redes por três vezes. A começar pela estreia colorada no Gauchão.

Na partida contra o Veranópolis, no Beira-Rio, a vitória por 1 a 0 saiu de seus pés. Em postura defensiva, o Inter marca o adversário no 4-4-2, com Rodrigo Dourado e Edenílson centralizados e Camilo e D’Alessandro fechando os lados. Enquanto isso, Pottker e Damião ficam lado a lado. Assim, Dourado roubou a bola no meio, Damião recuou para fazer o pivô e Pottker sobrou livre para receber o passe espichado e disparar até o gol.

– Minha movimentação, na maioria das vezes, é na verticalidade, em direção ao gol. Você não vê o Pottker correndo mais em espaço vazio. Como o Damião faz bem esse pivô, ele puxa dois zagueiros. É onde eu entro como surpresa. Continuo jogando do mesmo jeito, aberto, mas é uma oportunidade no jogo que eu vou ter. Isso faz com que os atacantes façam muitos gols – esclareceu Pottker, ainda no início da temporada.

O segundo gol do camisa 99 saiu de uma jogada construída. Na derrota para o Caxias por 2 a 1, na terceira rodada do Gauchão, foi a vez de D’Alessandro buscar a bola e centralizar o jogo. Pottker fechou na área junto de Damião. O lançamento milimétrico do argentino pelo alto pegou a defesa rival de surpresa, e o centroavante só precisou escorar de cabeça para Pottker completar, novamente sem marcação.

Outra movimentação ofensiva trabalhada por Odair ocorreu no empate em 1 a 1 com o Boavista, na quarta-feira, pela Copa do Brasil. Pottker deu o combate na intermediária sobre o adversário, mais uma vez pelo meio, e roubou a bola. Damião saiu da área e ocupou a faixa de campo que deveria ser do companheiro. Recebeu e fez o cruzamento. D’Alessandro deslocou-se à segunda trave e escorou na medida para Pottker fazer o terceiro dele em 2018.

– O Pottker jogava de uma maneira, a gente buscou ideia diferente, para ter liberdade, para que não fique só jogando aberto para acompanhar lateral, mas que possa vir por dentro. Contra o Caxias, fez gol em tabela por dentro. Vamos ajustando as coisas assim. Ganhando com Pottker e D'Alessandro nessa infiltração, melhoramos nos outros aspectos – explicou Hellmann.

Depois de ganhar folga na quinta, o elenco colorado volta aos treinos para afinar a sintonia de ataque na manhã desta sexta-feira. No domingo, tem pela frente um duelo direto pela ponta da tabela do Campeonato Gaúcho. Vai a Pelotas enfrentar o Brasil, às 17h. O Colorado é terceiro colocado, com nove pontos, um a menos que o Xavante, em segundo. O Caxias lidera com 12.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 09/02/2018, às 11:32

Antes de folga no Carnaval, Inter se reapresenta com treino físico

Reservas fazem trabalho sob orientações do preparador Cristiano Nunes nesta sexta-feira, no CT do Parque Gigante

CLIQUE AQUI e receba notícias do Internacional direto no seu Messenger.

Após golear o São José por 4 a 0 e convencer a torcida com uma atuação sólida no Beira-Rio, o Inter se reapresentou para treinamentos nesta sexta-feira pela manhã. Sem a presença dos titulares, que realizaram atividades regenerativas, os reservas foram a campo para participar de um trabalho físico aos cuidados do preparador Cristiano Nunes no CT do Parque Gigante. O treino é o último antes dos dois dias de folga de Carnaval, no sábado e no domingo.



Em processo de retreinamento após se recuperar de uma contusão no joelho esquerdo, Uendel participou normalmente do treinamento. A tendência, assim, é de que o lateral-esquerdo fique à disposição para encarar o Juventude na próxima quinta-feira, no Beira-Rio. Ainda sem estrear pelo Inter, Wellington Silva ficou fora da atividade, assim como Nico López, que segue a recuperação de uma gastroenterite.

Sob forte sol e calor à beira do Guaíba, os colorados realizaram corridas e alguns tiros de maior intensidade no gramado, com Cristiano Nunes sempre aos gritos para repassar as orientações aos atletas. O técnico Odair Hellmann apenas observou a movimentação, do lado de fora do gramado.

Após o treino desta sexta-feira, os colorados têm o fim de semana de folga e se reapresentam para trabalhos na segunda-feira. O Inter volta a campo na próxima quinta-feira, às 19h15, quando enfrenta o Juventude, no Beira-Rio, pela 7ª rodada do Gauchão.



Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte