Publicada em 02/02/2018, às 13:52

Antes de rever o Santos, Lucas Lima diz: 'Hoje vejo que fiz a escolha certa'

Meia do Palmeiras diz que ganhou seguidores no Twitter, cogita brincar na internet se vencer o clássico e ficará mais alguns dias sem passar o WhatsApp aos ex-companheiros

(Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Palmeiras direto no seu Messenger.

Recepcionado por dezenas de palmeirenses na loja da Adidas do Shopping Eldorado, onde foi a estrela do lançamento de uma nova chuteira, Lucas Lima não tirou o sorriso do rosto. Tem sido assim nos treinos, nas concentrações... Às vésperas do primeiro reencontro com o Santos, o meia está feliz no novo clube.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





- Não é fácil você sair de um clube em que já está adaptado. Hoje vejo que fiz a escolha certa em todos os sentidos. Estou muito feliz. Vivi momentos maravilhosos com a camisa do Santos e hoje estou vivendo com a camisa do Palmeiras - disse o camisa 20, que venceu os quatro jogos que fez com a camisa do Palmeiras.

O jogador disse ainda que ganhou seguidores no Twitter após acertar com o Palmeiras, que ficou surpreso com a estrutura alviverde e que ainda vai demorar algum tempo para passar seu WhatsApp aos seus antigos companheiros de Santos - nesta semana, David Braz disse que perdeu contato com Lucas e que não tem o novo número de celular dele.

Veja todas as respostas de Lucas Lima, que encara o Santos às 17h de domingo, no Allianz Parque:

A estrutura do Palmeiras
"Já tinham me falado que era diferente e, trabalhando lá, eu vi que é mesmo. Antes de conhecer, quando estava próximo do acerto, perguntei para algumas pessoas que já conheciam e todas falaram super bem. Meu pai acabou indo antes ao CT e ficou surpreso também. É diferente mesmo. Creio que o Palmeiras hoje é um clube europeu. Até grandes clubes não têm isso lá fora".

Semana de clássico
"Por enquanto estou tranquilo, trabalhando, fazendo o que fiz sempre. É bom focar um pouquinho mais, é um jogo importante. Sei o que representa para essa galera aí, para a torcida. Sabia que isso, cedo ou tarde, iria acontecer. Quando a gente é pequenininho a gente sonha com jogos grandes. Esse é um jogo grande. Espero representar bem e sair vitorioso".

Os novos amigos
"O ambiente é legal, família mesmo. Estou muito feliz. Sempre que dou entrevista eu agradeço a rapaziada por ter me recebido super bem. A gente vem fazendo bons jogos, vem crescendo a cada jogo, e temos tudo para fazer mais um grande jogo. É continuar trabalhando nessa semana para chegar no domingo e arrasar".

Distanciamento dos jogadores do Santos
"Eu tenho um carinho imenso pela rapaziada de lá. Ultimamente perdi um pouco de contato, mas sempre vou ter carinho e respeito. Foram quatro anos junto com a maioria lá. São amigos que vou levar para sempre comigo. Mas nessas horas é bom deixar um pouquinho de lado, né? Cada um defendendo o seu. Vou defender as cores do Palmeiras da melhor forma".

Não vai passar o WhatsApp para o David Braz?
"Lá para a frente a gente conversa sobre isso (risos). Com certeza não vou passar agora. Mas tenho um carinho imenso pelo David, ele sempre me ajudou. Sempre que eu estive lá, nos momentos mais difíceis, ele procurou me defender. Tenho um carinho muito grande por ele, mas vou defender o Palmeiras. Esse negócio de WhatsApp deixa para depois".

Vai provocar o Santos no Twitter?
"Ah, geralmente as pessoas acham que é tudo preparado, mas eu nunca preparei. Sempre que twittei alguma coisa foi no momento, uma coisa muito rápida. Quando ia ver, já estava twittado. Dá muita polêmica, muita audiência, e às vezes vai muito para o lado negativo. Eu nunca pensei em fazer isso, não quero criar ódio em A ou B. Isso é o chato do futebol hoje, mas se tiver que twittar alguma coisa eu vou twittar".

Tem mais seguidores agora?
"Eu ganhei bastante seguidor, sim. Não fico acompanhando, mas vi que cresceu bastante".

A recepção da torcida
"Logo que saiu que eu tinha acertado, geral me mandava: 'Grava um vídeo aí, troca a foto do seu Instagram aí'. Isso me surpreendeu de forma positiva. Sempre tem uns que desconfiam, mas sempre quis retribuir o que eles fizeram para mim. Não é fácil, depois de quatro anos no rival, você trocar de clube".

A repercussão é diferente?
"Ah, acaba sendo diferente, sim. Aqui a gente está no centro de São Paulo. Minha chegada repercutiu muito bem. Alguns desconfiaram da minha qualidade desde o ano passado, por tudo o que aconteceu. Mas é manter o foco. Quando você for bem, não pode se achar o melhor. Quando for mal, não pode ser o pior. É manter essa linha, ser regular".

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!

Publicada em 23/02/2018, às 18:23

Roger indica escalação do Palmeiras sem surpresas no Dérbi; veja o time

Técnico orientou um trabalho de bolas paradas com Michel Bastos na lateral esquerda, Willian e Borja no ataque. Gustavo Scarpa continua como opção para o decorrer do jogo

Roger corrige posicionamento durante treino na Academia de Futebol (Foto: Cesar Greco)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Palmeiras direto no seu Messenger.

O Palmeiras está definido para o Dérbi de sábado sem surpresas. Nesta sexta-feira, Roger Machado comandou o último treino antes do clássico contra o Corinthians, em Itaquera, e confirmou a escalação. Michel Bastos será o lateral-esquerdo, enquanto Borja volta à equipe na vaga de Guerra.



A escalação no confronto da nona rodada do Campeonato Paulista terá: Jailson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Thiago Martins e Michel Bastos; Felipe Melo; Willian, Lucas Lima, Tchê Tchê e Dudu; Borja. Sem o goleiro, Roger selecionou os atletas de linha para treinar bolas paradas defensivas nesta tarde. Após este trabalho, houve uma atividade técnica, com titulares e reservas misturados.

Papagaio, atacante do sub-20, fez um trabalho físico à parte no gramado, assim como Diogo Barbosa, que está em transição entre a parte física e técnica. Edu Dracena e Moisés não serão relacionados para o Dérbi, mas participaram das atividades sem limitações.

Jean, Artur e Deyverson não vieram a campo, pois seguem em tratamento após cirurgias na parte interna.



Com 20 pontos depois de oito rodadas, o Verdão lidera o grupo C e é o líder da classificação geral, que tem influencia no mando de campo no mata-mata. A equipe de Roger Machado é a única invicta no Estadual - seis vitórias e dois empates.

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!