Publicada em 01/02/2018, às 13:01

Prazo cumprido e classificação: após turbulência, Flu mira dias mais calmos

Depois de início de ano tumultuado, que culminou com invasão e protestos na sede das Laranjeiras, Tricolor vive quarta-feira de alívio, com vitória em campo e pagamento de atrasados fora dele

Renato Chaves comemora gol contra a Caldense (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

A máxima “nada como um dia após o outro” é batida. Mas cai muito bem ao atual momento do Fluminense. Depois de uma noite tensa na terça-feira, com invasão de torcedores à votação do Conselho Deliberativo na sede das Laranjeiras e protestos contra o presidente Pedro Abad, o clube viveu uma quarta-feira de alívio.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





O dinheiro da venda de Wendel entrou, a promessa do pagamento dos atrasados até o fim do mês foi cumprida e, de quebra, o time venceu e se classificou na Copa do Brasil. As palavras de Abel Braga na coletiva após o jogo contra a Caldense sintetizam o sentimento de alívio no clube.

- Terminou de forma tão digna, da melhor maneira possível. Foi um momento único. Começou de manhã, meio-dia estava brabo, antes do jogo amenizou e depois veio a vitória. Foi a resposta de tanta coisa ruim que a gente tem lido, ouvido e acontecido. Vamos ver se a gente consegue ter um rumo. O Fluminense precisa de um rumo. Nós, do futebol, estamos no rumo. Vamos ver se tem um pouquinho mais de carinho.

O dia 31 de janeiro pode marcar a virada de rumo que Abel citou. Tem sido um começo de ano difícil para o Tricolor. Perda de Gustavo Scarpa na Justiça, dispensas polêmicas que renderam novas ações, saída de Henrique Dourado, bloqueio de parte das receitas e conflitos políticos.

A quitação dos débitos com o elenco não resolve todos os problemas do Flu de um dia para o outro, mas ajudam a amenizar o clima do ambiente. Havia uma insatisfação dos jogadores com os atrasos desde o ano passado. Tal situação piorou quando souberam que a diretoria pagou Scarpa antes para tentar evitar uma ação judicial.

A promessa era regularizar a situação até o fim de janeiro. Paulo Autuori deu o voto de confiança à diretoria e reforçou esse prazo com os jogadores. No entanto, avisou que em caso do não cumprimento, cogitaria até deixar o clube.

Com a venda de Wendel concretizada no começo do ano, tudo caminhava dentro do planejado. Um problema antigo, que voltou à tona, acabou colocando os planos sob risco e dando contornos de tensão aos últimos dias do mês.

Por conta de impostos não recolhidos, referentes ao período 2007-2010, à pedido da Procuradoria da Fazenda Nacional, 30% de todas as receitas do clube foram penhoradas em decisão da 10º Vara de Execução Fiscal. Com isso, os 7,5 milhões de euros (cerca de R$ 29,1 milhões) não haviam sido depositados na conta do Tricolor.

O clube recorreu, mas teve o pedido negado. Nesta quarta, último dia do prazo prometido aos jogadores, o Flu concluiu a análise do caso a tempo. Entendeu não haver descumprimento judicial e risco de usar os 70% da verba. Com isso, conseguiu retirar a parte do dinheiro não bloqueada e deu início ao processo de regularização com os atletas.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 09/02/2018, às 09:21

Airton pegando ritmo, De Amores discreto nos treinos: como estão os reforços do Flu

Após oito meses parado em razão de cirurgia no tornozelo, volante está próximo de ter condições de jogo. Goleiro uruguaio tem se esforçado nos treinos, mas não a ponto de brigar por titularidade

Volante Airton em treino do Fluminense (Foto: Lucas Merçon)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

O Fluminense fez seis contratações para a temporada 2018 até o momento. Os primeiros, Gilberto e Jadson, já vestiram a camisa e, inclusive, são titulares. Airton e De Amores chegaram depois e ainda não estrearam. Enquanto Léo e Rodolfo aguardam trâmites burocráticos para serem anunciados.



A comissão técnica do Tricolor aproveita o período sem jogos para colocar todos os reforços à disposição do treinador Abel Braga. O GloboEsporte.com traz um resumo da situação atual de cada um.

Airton
O volante fez uma preparação especial quando chegou. Tudo porque estava voltando de uma grave lesão - fraturou a fíbula em junho do ano passado quando ainda jogava no Botafogo e precisou ser submetido a cirurgia. Anunciado no meio de janeiro, trabalhou a parte física em separado durante algumas semanas e, no momento, treina normalmente com bola, participando das mesmas atividades de todo o grupo.

Inclusive, participou do jogo-treino contra o Resende, na última terça-feira. Entrou no 2º tempo da vitória por 1 a 0. Tem chances, remotas, de estrear contra o Salgueiro, dia 15/02 pela Copa do Brasil. Como retorna de um período longo de inatividade, a comissão técnica tricolor adota uma postura mais cautelosa e só deve lançar o jogador na Taça Rio, para que o volante pegue mais ritmo antes nos treinos.



De Amores
Guillermo de Amores foi contratado após mobilização da torcida na internet e de cara virou xodó dos tricolores. Porém, o jovem goleiro ainda pode demorar um pouco a ter uma oportunidade no gol tricolor.

O uruguaio de 23 anos está à disposição do técnico Abel Braga - manteve a forma física durante o período que passou no Boston Rivers após se desligar do Liverpool-URU. Foi mais um que participou do jogo-treino contra o Resende. Assim como Airton, entrou no 2º tempo.

Uruguaio Guillermo de Amores, goleiro do Fluminense (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)



Entretanto, apesar de estar demonstrando disposição nos treinos, tecnicamente não tem tido performances de chamar a atenção a ponto de brigar com Júlio César por uma vaga de titular. Além disso, ganhará em breve a concorrência de mais um goleiro, Rodolfo.

Rodolfo
E por falar em Rodolfo, o goleiro de 26 anos, que seria titular no Atlético-PR, fez a pré-temporada no Furacão e, por isso, também chegou ao Flu em forma. Já está treinando com o grupo desde quarta-feira. Por questões burocráticas, ainda não foi anunciado oficialmente. Mas assim que for regularizado estará em condições de ser aproveitado por Abel.

Léo
Já o lateral-direito Léo ainda demorará um pouco mais de tempo para ficar à disposição. O jogador de 26 anos, que disputou o último Brasileirão pelo Coritiba, não fez pré-temporada este ano. Ele começou a treinar com o grupo do Flu no fim da semana passada e ainda precisará de mais alguns dias para alcançar a mesma condição do restante do grupo.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte