Publicada em 01/02/2018, às 16:05

Flu acena com acordo, e caso Cavalieri pode se resolver de forma amigável

Magoado pela condução da dispensa, goleiro tem ação na Justiça desde o começo de janeiro. Episódio gera pedido de desculpas formal do presidente Pedro Abad

(Foto: Nelson Perez/Fluminense F.C.)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

O conturbado fim de relacionamento entre Fluminense e Diego Cavalieri tem chance de uma reviravolta. Um acordo amigável entre as partes poderá ser negociado a partir de uma ação do Tricolor.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Na última terça-feira, a diretoria do clube das Laranjeiras voltou a entrar em contato com o estafe do goleiro. Acenou com uma proposta para pagamento dos atrasados e de ressarcimento pelo fim precoce do contrato, cujo vínculo termina em 2019. Ficou de enviar a oferta ainda nesta semana.

Cavalieri entrou com uma ação na Justiça do Trabalho pedindo a rescisão imediata com o Flu e cobrando indenização e pagamentos pendentes. Isso foi depois de ter sido comunicado que não fazia mais parte dos planos. Caso clube e goleiro entrem em consenso, o acordo será anexado à ação judicial, o que pesará no desfecho do caso a ser decidido pelo magistrado responsável.

Além de Cavalieri, oito jogadores foram liberados pelo Fluminense visando a temporada 2018, uma tentativa de reduzir a folha salarial do elenco. Do grupo, Robert e Higor Leite rescindiram. Maranhão foi emprestado. Henrique conseguiu rscisão na Justiça. Há negociações ainda com Artur, Marquinho e Wellington Silva (lateral).

Na época, o goleiro campeão brasileiro de 2012 ficou muito magoado com a forma e o período que foi feito a comunicação, nos últimos dias de dezembro. Sua posição era de exigir tudo o que tinha direito. Em uma coletiva recente, desabafou sobre o episódio. Agora se mostra aberto a um acordo.

O tratamento dado a Cavalieri gerou críticas da torcida e provocou, inclusive, um pedido formal de desculpas do presidente Pedro Abad, durante coletiva de anúncio da nova patrocinadora do clube. Na ocasião, o dirigente informou também que a camisa 12, vestida por Cavalieri no Flu, não seria mais usada por nenhum goleiro durante seu mandato.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 21/02/2018, às 14:49

Atacante Romarinho está de saída do Fluminense

Jogador foi contratado em agosto de 2017 a pedido do técnico Abel Braga

Indicado por Abel Braga, Romarinho não convenceu (Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

Contratado em agosto de 2017, a pedido do técnico Abel Braga, após se destacar pelo Globo-RN no duelo com o Fluminense, pela Copa do Brasil, Romarinho está de malas prontas para ir embora das Laranjeiras. Sem espaço na equipe e com contrato vigente até 31 de maio, seus empresários conversam com a diretoria para antecipar o distrato.



Contratado por empréstimo com opção de compra, Romarinho, em quase seis meses, jamais caiu nas graças da torcida foram oito jogos, apenas um como titular, e nenhum gol marcado. A expectativa é que a rescisão do atacante aconteça nos próximos dias. Enquanto isso, ele tem treinado à parte.

Conteúdo publicado originalmente no site O Dia