Publicada em 31/01/2018, às 18:31

Roger Bernardo se diz satisfeito, mas quer sequência no Galo ou em outro lugar

Volante não foi utilizado em nenhuma partida do Atlético-MG nesta temporada

Roger Bernardo espera ter mais oportunidades de jogar e quer permanecer no Atlético-MG, mas não descarta saída (Foto: Bruno Cantini/Atlético-MG)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Atlético direto no seu Messenger.

Contratado junto ao Ingolstadt, da Alemanha, no meio da temporada passada, o volante Roger Bernardo fez apenas 12 jogos com a camisa do Atlético-MG. Em 2018, primeiro ano que começou defendendo o Galo, não foi utilizado nem por um minuto, nem com a equipe titular, nem no time reserva. O fato não agrada o jogador, que busca seu espaço.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Sem chances em 2018, Roger Bernardo ainda espera a oportunidade de voltar a jogar com a camisa do Galo, mas deixa claro: se a oportunidade não vier no Atlético-MG, poderá vir em outro time.

- Espero que sim. Quero muito continuar no Atlético-MG, ainda tenho dois anos e meio de contrato, mas se a hora não chegar aqui, pode ser em outro lugar, ninguém sabe. Futebol roda muito. Como aconteceu com outros jogadores nossos. Pessoalmente quero jogar no Atlético-MG e mostrar por que eu vim, mas se não for essa a vontade de Deus, primeiramente, e a vontade das outras pessoas, ou não der certo aqui, vou seguir meu caminho em outro lugar ou até retornar para a Alemanha.

Roger Bernardo vive situação parecida com a do volante Adilson. Assim como o companheiro, ele acredita que é nos treinos que vai buscar seu espaço no time titular do Galo.

- A gente não precisa falar, vocês sabem o que acontece. É no treinamento que a gente vai mostrar o que a gente sabe. Pode ter certeza que ninguém desaprendeu a jogar. Nós estamos só aguardando a nossa oportunidade. É como ele falou. Vamos seguir treinando e esperar. Vamos esperar que uma hora chega.

Apesar da situação desfavorável na briga por um lugar no time titular, Roger garante que não está insatisfeito pessoalmente, mas fica chateado pelo rendimento coletivo.

- Se a gente for colocar no modo individual, estou satisfeito, mas no coletivo não estou. Foram apenas 12 jogos desde que retornei. Estou treinando bastante e aguardando a oportunidade, mas respeitando todos – concluiu o volante.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 09/02/2018, às 11:19

Cuca vira primeira opção do Atlético-MG para a vaga de Oswaldo de Oliveira

CLIQUE AQUI e receba notícias do Atlético direto no seu Messenger.

O Atlético-MG já está à procura do substituto de Oswaldo de Oliveira. A ideia do clube é buscar Cuca para a vaga do técnico que foi demitido na madrugada desta sexta-feira (9) na Cidade do Galo.



Campeão da Copa Libertadores da América de 2013 pela equipe de Belo Horizonte, o ex-comandante do Palmeiras já foi procurado por Alexandre Gallo, diretor de futebol, para retornar à cidade mineira.

A ideia é que o treinador feche contrato até dezembro deste ano na Cidade do Galo. Ele é o nome preferido da cúpula para a vaga. Um vínculo mais longo, no entanto, não está descartado.

Abel Braga, hoje no Fluminense, também é um nome que agrada ao presidente Sérgio Sette Câmara e ao diretor de futebol Alexandre Gallo.



A volta de Cuca ao Atlético pode acontecer quatro anos após sua saída. Depois de vencer a Libertadores pelo clube, ele renovou o contrato, mas acabou saindo devido à proposta do Shandong Luneng, da China, onde ficou até o fim de 2015.

O técnico voltou ao Brasil no início de 2016 e conduziu o Palmeiras ao título do Campeonato Brasileiro. Em 2017, ele voltou à Academia de Futebol, mas não obteve o mesmo sucesso e acabou demitido.

Conteúdo publicado originalmente no site UOL Esporte