Publicada em 31/01/2018, às 22:30

Lampejo no gol e lentidão: Inter empata com Boavista, mas avança na Copa BR

Colorado vive noite de má atuação e sofre gol de empate em falha de Danilo Fernandes em Cascavel

Inter de Damião fica no 1 a 1 com o Boavista, mas avança (Foto: Reprodução / SporTV)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Internacional direto no seu Messenger.

Leandro Damião deixa o centro da área para surgir pela direita e cruzar. A bola chega a D'Alessandro, à beira da trave esquerda, e o gringo ajeita com açúcar para William Pottker aparecer livre pelo meio para finalizar de primeira e estufar as redes. O Inter até forjou seu gol numa construção coletiva vistosa, de pé em pé. Mas o lance é um fato isolado em uma noite para ser esquecida. Nesta quarta-feira, o Colorado viu Danilo Fernandes comprometer o resultado com uma rara falha e ficou no empate em 1 a 1 com o Boavista, em Cascavel, com direito a vaias dos torcedores.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





O resultado carimba a vaga na segunda fase da Copa do Brasil, graças ao regulamento. Mas a verdade é que a equipe de Odair Hellmann viveu um cair de noite de pouca inspiração, com lentidão na transição ao ataque e dificuldade na criação de jogadas. Em suma: jogou apenas para o gasto e contou com o faro artilheiro de seu goleador em 2018 para sair com a classificação.

LENTIDÃO E VAIAS
Fim de primeiro tempo, e as vaias ressoam nas arquibancadas do Estádio Olímpico Municipal. De braços abertos, o capitão D'Alessandro logo fita os torcedores e clama por aplausos, que, mesmo tímidos, surgem para amenizar os apupos. Mas não para apagar os 45 minutos iniciais de marasmo vividos pelo Inter – e que se mantiveram em quase toda a segunda etapa, gol à parte.

O Colorado, é bem verdade, correu poucos riscos contra uma formação reserva do Boavista. Tampouco foi capaz de converter sua superioridade em volume ofensivo. Com seu estilo de valorização de posse, a equipe rodou insistentemente a bola, sem fazer a ligação direta, como pede o treinador. Mas com lentidão e pouca verticalidade.

Sobraram passes e cruzamentos mal acabados e sem direção. Faltaram infiltrações e triangulações para abrir espaços e irromper área adentro com a bola para levar perigo. O gramado alto foi um dos motivos apontados como barreira às investidas.

LAMPEJO NO GOL... NOVAMENTE PELO ALTO
O Inter construiu seu gol num raro momento em que conseguiu pôr a bola no chão para infiltrar e criar espaços. Gabriel Dias foi ao ataque e acionou Leandro Damião, que caiu pela direita e abriu espaço no centro da área. O centroavante cruzou para D'Alessandro, que encontrou Pottker com um passe açucarado, de primeira. O camisa 99 ingressou justamente no espaço criado pelo centroavante e chutou de primeira, para abrir o placar.

Além da construção ofensiva, o tento confirma duas tendências. O gol foi o nono do Inter na temporada, e o oitavo com a bola aérea como recurso. De quebra, isolou William Pottker na artilharia, com três gols marcados.

DESATENÇÃO NO GOL RIVAL
Mesmo com uma atuação abaixo do esperado, o Inter não corria risco algum diante dos suplentes do Boavista, até uma rara falha de seu goleiro. Já nos minutos finais da partida, Faísca chutou de longe, cruzado, sem muitas pretensões. O goleiro espalmou para frente, nos pés de Renan Donizete, que se aproveitou de uma linha defensiva estática para aparar o rebote e empurrar para as redes.

AGENDA
Classificado, o Inter aguarda o vencedor de Atlético-ES x Remo, em 9 de fevereiro, para conhecer seu adversário na 2ª fase da Copa do Brasil, no próximo dia 21. O Colorado volta a campo já no domingo, para encarar o Brasil de Pelotas, às 17h, no Bento Freitas, pela 5ª rodada do Gauchão.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 21/02/2018, às 11:53

Sorteio de mandos da terceira fase da Copa BR define que Flu e São Paulo decidirão fora de casa

Realizado no fim da manhã desta quarta-feira na sede da CBF, sorteio de mandos ainda confirmou que, caso passe de fase, Inter também decidem fora. Já Galo, se passar, decide em BH

Já classificados, Fluminense e São Paulo sabem que farão primeiro jogo como mandantes (Foto: Rodrigo Rodrigues/CBF)



Os clubes de ponta que estão na terceira fase da Copa do Brasil terão de decidir suas classificações longe de seus domínios. O sorteio realizado nesta quarta-feira na sede da CBF confirmou que Fluminense e São Paulo abrirão seus respectivos embates em casa.



Até o momento, o Tricolor paulista é a única equipe que tem seu adversário definido: encarará o CRB no Morumbi no jogo de ida. Depois, decidirá a vaga no Estádio Rei Pelé.

Já o Tricolor das Laranjeiras aguarda pelo vencedor do embate entre Avaí e juventude para saber com quem medirá forças. Porém, sua primeira partida será no Maracanã.

Ainda lutando por classificação à terceira fase, Atlético-PR, Internacional e Atlético-MG já sabem seus respectivos trajetos caso passem. O Furacão, que mede forças com o Tubarão, decidirá longe de casa contra o vencedor do duelo entre Ceará e Londrina.



O Colorado, que tem de passar pelo Remo na segunda fase, inicia sua terceira fase no Beira-Rio contra o vencedor de Criciúma e Cianorte. Enquanto isto, o Galo ganhou um bom trunfo se passar pelo Botafogo-PB segunda fase. A equipe define sua terceira fase, contra o vencedor de Figueirense e Oeste, em Minas Gerais.


CONFIRA OS JOGOS

ATLÉTICO-PR ou TUBARÃO x CEARÁ ou LONDRINA

GOIÁS ou BOA x CORITIBA ou UBERLÂNDIA

FERROVIÁRIO x JOINVILLE ou VILA NOVA

FLUMINENSE x AVAÍ ou JUVENTUDE

FIGUEIRENSE ou OESTE x ATLÉTICO-MG ou BOTAFOGO-PB

REMO ou INTERNACIONAL x CRICIÚMA ou CIANORTE

PONTE PRETA ou INTER DE LIMEIRA x PARANÁ ou SAMPAIO CORRÊA

SÃO PAULO x CRB

BRAGANTINO ou ALTOS-PI x VITÓRIA

NÁUTICO x CUIABÁ ou APARECIDENSE

Conteúdo publicado originalmente no site Lance!