Publicada em 31/01/2018, às 11:29

Com Gabigol apto, Santos tem dúvidas em quase todos os setores para o clássico

Peixe inicia trabalhos com todos os atletas, nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé

Gabigol está regularizado e pode estrear contra o Palmeiras (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Santos direto no seu Messenger.

A quatro dias de enfrentar o Palmeiras, domingo, às 17h (de Brasília), na arena alviverde, pela quinta rodada do Campeonato Paulista, o Santos tem incertezas na escalação para o primeiro clássico de 2018.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Praticamente todos os setores da equipe podem sofrer alterações do técnico Jair Ventura. Abaixo, o GloboEsporte.com traz as principais dúvidas para o duelo contra o Palmeiras. Veja:

Laterais
A principal dúvida do técnico Jair Ventura, no momento, está na lateral direita. Victor Ferraz tem uma luxação no ombro direito, sofrida no empate em 1 a 1 contra o Ituano, no último domingo, e pode ser desfalque. A única opção do treinador no banco de reservas é Daniel Guedes, que deve fazer sua estreia no Campeonato Paulista.

Na esquerda, Jair tem de decidir entre Caju e Romário. Antes dos treinamentos com todos à disposição, que começam nesta quarta-feira, o primeiro leva vantagem.

Zaga
Robson Bambu voltará ao banco de reservas. David Braz, poupado contra o Ituano por estar pendurado, retorna. A expectativa de Jair é poder contar com o retorno de Lucas Veríssimo, em recuperação de lesão muscular na coxa direita. O zagueiro foi reavaliado pelo departamento médico santista, mas o clube ainda não divulgou uma posição oficial. Caso o camisa 28 siga como desfalque, Luiz Felipe deve ser mantido.

Meio de campo
Com a volta de Alison, poupado na última partida para evitar suspensão no clássico, o técnico Jair Ventura terá de optar entre Renato ou Matheus Jesus para a vaga ao lado de Vecchio no meio-campo.

Sem Alison, ambos atuaram contra o Ituano – Matheus Jesus de primeiro volante, com Vecchio e Renato à frente, responsáveis por armar as jogadas.

Ataque
Regularizado na CBF e inscrito no Paulistão, Gabigol deve reestrear pelo Santos no clássico. Ainda não se sabe, porém, se o camisa 10 começará a partida entre os titulares. Até o momento, Arthur Gomes, Copete e Rodrigão formam o trio de ataque.

O setor é a principal incógnita do Santos no clássico, mas é mais um que deve sofrer mudanças. Ainda que precoce, Rodrygo tem entrado bem nas partidas e sido decisivo (marcou dois gols nos últimos dois jogos), mas é pouco provável que comece jogando.

Outro que pede passagem é Eduardo Sasha, com boa atuação contra o Ituano. Rodrigão e Copete não vivem boa fase. Bruno Henrique segue fora.

O elenco santista faz o primeiro trabalho com todos à disposição antes de enfrentar o Palmeiras, no CT Rei Pelé. Na última terça-feira, os titulares contra o Ituano, além de David Braz, Alison, Jean Mota e Eduardo Sasha, não participaram do jogo-treino contra o Água Santa, vencido pelo Peixe por 2 a 0.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 14:16

Santos economiza R$ 2 milhões com “choque de gestão”, diz presidente

(Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Santos direto no seu Messenger.

O presidente José Carlos Peres afirma que o Santos economiza R$ 2 milhões por mês com o choque de gestão implantado nas primeiras semanas de gestão, iniciada oficialmente em janeiro.



“Estamos com dois milhões de reais de economia por mês. Estamos reorganizando o clube através de uma empresa (de auditoria). Ela estará capacitando todos os funcionários no Santos. A última gestão teve balanços reprovados. Houve uma mudança no clube, sejam boas ou não as formas que somos obrigados a trabalhar, poderemos propor alguma mudança no estatuto no futuro. Não vão ter coisas ruins no clube. Pretendemos ter boas notícias. Vamos caminhar o clube à dívida zero. Não vamos fugir de nossa política”, disse o presidente, em entrevista coletiva nesta sexta-feira, na Vila Belmiro.

Peres assume as negociações do Santos após a demissão do executivo de futebol Gustavo Vieira. É ele quem comandará as tratativas por reforços.

“Eu estou dando sequência. Ele (Gustavo) me passou o que estava fazendo e estamos trabalhando nesse sentido. Não terceirizamos. O novo diretor deve chegar, mas não temos pressa. Falei com Jair e William (Machado), a conversa foi produtiva, e passei sobre a tranquilidade do clube. Não houve barulho, isso é maturidade. Seguimos dessa forma, sem pressa. Estarei próximo do futebol nesse período, trabalhando com eles e vamos atrás de reforços”, explicou Peres.



O gerente William Machado fica à frente do departamento de futebol por enquanto. O Santos tem interesse no retorno de Sergio Dimas, hoje diretor do Red Bull Brasil.

Conteúdo publicado originalmente no site Gazeta Esportiva