Publicada em 31/01/2018, às 17:30

Candidato à presidência do Corinthians diz ter 'projeto de sucesso' para pagar milionário estádio

Felipe Ezabella, candidato mais jovem à presidência do clube, revela projeto para realização de eventos sem prejudicar futebol do clube

(Foto: Divulgação)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Corinthians direto no seu Messenger.

Em entrevista ao FOX Sports Rádio desta terça-feira (31 de janeiro), o candidato à presidência do Corinthians, Felipe Ezabella falou sobre seus diversos planos, caso seja eleito. Entre as propostas, afirmou que a Arena Corinthians pode receber shows e que a realização destes eventos reforçarão as receitas do clube para arcar com o financiamento do estádio.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





- "Eu acho que ela foi feita para ter tudo! Tem uma área de eventos, um auditório bacana onde podem ser feitos seminários, eventos, salão de festas. Acredito que a Arena pode sim ter shows. Existem formas de você operar a Arena em dias que não tenham jogo e aí sim ter receita para pagar o financiamento", disse o candidato.

O Allianz Parque e o Morumbi, estádios de Palmeiras e São Paulo, respectivamente, recebem grandes eventos e por vezes as equipes precisam jogar em outros estádios, além de ter que arcar com custos mais altos de manutenção do gramado. Ainda segundo Ezabella, a intenção não é concorrer com estes eventos, mas utilizar apenas espaços como o estacionamento e áreas cobertas para realização de shows menores:

- "Não precisamos concorrer com Allianz Parque, não precisamos concorrer com o Morumbi, onde acontecem os 10, 12 shows grandes que vem ao ano para o Brasil, mas podemos concorrer com o Anhembi e com outras casas de shows menores. Ter mais shows no estacionamento e na parte interna, como teve no show de inauguração com a Ivete Sangalo. E aí você consegue fazer mais shows de menor porte e sem ter o custo de ter que reformar o gramado ou ter que jogar em outros estádios."

A eleição presidencial do Corinthians acontecerá no próximo sábado (3 de fevereiro). Além de Felipe Ezabella, concorrem ao cargo: Andrés Sanchez, candidato apoiado pelo atual presidente Roberto de Andrade, Romeu Tuma Júnior, Antonio Roque Citadini e Paulo Garcia.

Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports

Publicada em 09/02/2018, às 11:28

Júnior Dutra, do Corinthians, volta ao palco de parceria com Marcelinho Carioca

Atacante viveu parceria com o ídolo da Fiel entre 2008 e 2009 no Santo André

Junior Dutra será mantido no ataque do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Corinthians direto no seu Messenger.

O jogo desta sexta-feira, às 19h, no Bruno José Daniel, será especial para Júnior Dutra, do Corinthians. Oito anos depois de deixar o Santo André rumo ao futebol japonês, o atacante volta ao ABC paulista para enfrentar sua primeira equipe profissional pela sexta rodada do Paulistão.



– Tenho um carinho e respeito muito grande pelo Santo André. Consegui ter uma projeção nacional atuando em competições importantes como o Paulistão e a Série A. Aprendi muito lá, o elenco tinha jogadores experientes e pude evoluir.

Um dos jogadores experientes com quem Dutra atuou no Ramalhão foi Marcelinho Carioca, um dos maiores ídolos da história do Corinthians, em seu último ano de carreira profissional, aos 37 anos. Juntos, conseguiram o acesso para a Série A do Brasileiro em 2008. No ano seguinte, não conseguiram evitar a volta do clube para a Segunda Divisão.

– Joguei com o Marcelinho Carioca, que foi meu padrinho no futebol, no Santo André. Eu admirava muito ele, e depois jogamos juntos – citou Dutra, na chegada ao Corinthians.



Goleiro atual do Ramalhão, Neneca fazia parte do elenco em que Junior Dutra e Marcelinho Carioca atuaram. O técnico Sérgio Soares é outro velho conhecido do atacante corintiano.

Depois de deixar o Ramalhão, Dutra partiu para o futebol japonês (jogou por Kyoto Sanga e Kashima Antlers), passou pela Bélgica (no Lokeren), Qatar (no Al-Arabi) e voltou ao Brasil em 2016 para jogar pro Vasco e, depois, Avaí. Aos 30 anos, diz viver o auge da carreira no Corinthians.

– É o maior do futebol brasileiro. Estou me adaptando muito bem, até porque temos uma estrutura espetacular e o time é muito bom, rápido, de toque de bola e que encaixa bem com o meu jogo. Venho conquistando o meu espaço e a torcida tem me apoiado bastante. Quero escrever uma bonita história nesse time que estou realizando o sonho de defender – afirmou.

Ainda sem um reforço para o ataque, Fábio Carille tem dado sequência para Dutra no ataque do Timão. Kazim, que começou a temporada como titular, perdeu espaço e será opção no banco.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte