Publicada em 31/01/2018, às 11:43

Camacho fala de seu papel no Corinthians: "Se Carille me usa é porque dou retorno"

Apesar de não ser titular, meio-campista é opção sempre utilizada no Timão

Camacho em jogo-treino do Corinthians contra o Nacional, na terça-feira (Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Corinthians direto no seu Messenger.

Camacho não é titular no Corinthians, mas inicia a temporada em alta com o técnico Fábio Carille. Meio-campista com força na marcação e nos passes, ele é hoje opção para substituir Jadson ou Rodriguinho em momentos pontuais das partidas.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





– Se Carille me usa é porque dou retorno. Não é questão de amizade com o técnico. Se você não der retorno, vai para o final da fila. Sempre treino bastante para ser opção. Se ele me coloca em campo é porque confia no meu futebol – disse o jogador.

Titular na reta final do Brasileirão, Camacho formou dupla de volantes com Gabriel no esquema 4-2-3-1. Agora no 4-1-4-1, é opção mais adiantada, o que aumenta sua chegada ao ataque.

– Para mim é tranquilo. Em 2017 a gente começou o ano jogando assim (4-1-4-1), e eu jogava nessa segunda linha de quatro jogadores. Para mim não muda tanto. Jadson e Rodriguinho fazem um grande campeonato, mas têm jogos que o time pode estar ganhando, eles podem cansar, e sou opção. Falo para o Carille que posso substituir Gabriel também se ele precisar. Posso jogar nas três funções.

Aos 27 anos, Camacho iniciou a temporada celebrando a renovação contratual com o Timão. O novo vínculo é válido até 31 de dezembro de 2020.

– Em 2017, tivemos grandes títulos, e eu participei bastante jogando. Para mim, foi um prêmio. Fiquei feliz, espero que esse ano sigamos nessa caminhada, buscando títulos ainda maiores.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 09/02/2018, às 11:28

Júnior Dutra, do Corinthians, volta ao palco de parceria com Marcelinho Carioca

Atacante viveu parceria com o ídolo da Fiel entre 2008 e 2009 no Santo André

Junior Dutra será mantido no ataque do Corinthians (Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Corinthians direto no seu Messenger.

O jogo desta sexta-feira, às 19h, no Bruno José Daniel, será especial para Júnior Dutra, do Corinthians. Oito anos depois de deixar o Santo André rumo ao futebol japonês, o atacante volta ao ABC paulista para enfrentar sua primeira equipe profissional pela sexta rodada do Paulistão.



– Tenho um carinho e respeito muito grande pelo Santo André. Consegui ter uma projeção nacional atuando em competições importantes como o Paulistão e a Série A. Aprendi muito lá, o elenco tinha jogadores experientes e pude evoluir.

Um dos jogadores experientes com quem Dutra atuou no Ramalhão foi Marcelinho Carioca, um dos maiores ídolos da história do Corinthians, em seu último ano de carreira profissional, aos 37 anos. Juntos, conseguiram o acesso para a Série A do Brasileiro em 2008. No ano seguinte, não conseguiram evitar a volta do clube para a Segunda Divisão.

– Joguei com o Marcelinho Carioca, que foi meu padrinho no futebol, no Santo André. Eu admirava muito ele, e depois jogamos juntos – citou Dutra, na chegada ao Corinthians.



Goleiro atual do Ramalhão, Neneca fazia parte do elenco em que Junior Dutra e Marcelinho Carioca atuaram. O técnico Sérgio Soares é outro velho conhecido do atacante corintiano.

Depois de deixar o Ramalhão, Dutra partiu para o futebol japonês (jogou por Kyoto Sanga e Kashima Antlers), passou pela Bélgica (no Lokeren), Qatar (no Al-Arabi) e voltou ao Brasil em 2016 para jogar pro Vasco e, depois, Avaí. Aos 30 anos, diz viver o auge da carreira no Corinthians.

– É o maior do futebol brasileiro. Estou me adaptando muito bem, até porque temos uma estrutura espetacular e o time é muito bom, rápido, de toque de bola e que encaixa bem com o meu jogo. Venho conquistando o meu espaço e a torcida tem me apoiado bastante. Quero escrever uma bonita história nesse time que estou realizando o sonho de defender – afirmou.

Ainda sem um reforço para o ataque, Fábio Carille tem dado sequência para Dutra no ataque do Timão. Kazim, que começou a temporada como titular, perdeu espaço e será opção no banco.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte