Publicada em 31/01/2018, às 23:25

Abel brinca sobre ida de Dourado para Fla: "Quando jogar contra, vai sobrar pancada"

Técnicao lembra de casos de Fred, Lucas Lima e Conca, garante que tricolores "vão criar um novo ídolo" e diz que não pediu Hernane: "Paulo (Autuori) sabe o jogador que eu gostaria"

Abel Braga em coletiva após Caldense x Fluminense (Foto: Lucas Merçon / Fluminense)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

Abel Braga nunca escondeu sua admiração por Henrique Dourado. Tanto que havia o escolhido para ser o capitão do Fluminense em 2018. O “Ceifador”, porém, pediu para trocar de ares. E o destino, de anúncio iminente, é justamente o arquirrival Flamengo.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





Após a vitória sobre a Caldense pela Copa do Brasil, perguntado sobre a possibilidade do artilheiro do Tricolor na temporada 2017 “virar a casaca”, o treinador garantiu ter sido informado apenas da vontade do atacante em sair e, em tom de brincadeira, disse “vai sobrar pancada” no próximo clássico:

- Ele só me falou do desejo de sair, que não estava mais com a cabeça aqui. É um grande atleta. Todo mundo tem que entender isso, principalmente o torcedor. É o direito, é um profissional. Você também não ficará toda sua vida onde você trabalha. É assim, há mudanças. A gente se afeiçoa, mas, de repente, os problemas que ele viu... Mas é um cara de um caráter extraordinário, verdadeiro.

- Se for para o rival, quando jogar contra, vai sobrar pancada, não tem esse negócio! - brincou Abelão, aos risos, na coletiva.

Sobre a questão de Dourado ir para um clube rival, Abel relativizou e lembrou casos de Conca, Fred e Lucas Lima:

- Eu acho que, quando o Conca voltou da China, ele deveria ter procurado o Fluminense em primeiro lugar, mas procurou o Flamengo. É jogador. Cada um é cada um. O Fred estava no Atlético foi para o Cruzeiro... Tem o Lucas Lima (que trocou Santos pelo Palmeiras). As coisas são assim, mudam. São muito complexas e, ao mesmo tempo muito simples. A paixão do torcedor é ganhar jogo. De 1 a 0, 2 a 0... Basta ganhar.

Quanto ao fato da torcida tricolor perder justamente o jogador que despotava como candidato a ídolo do atual grupo, Abel também minimizou e disse confiar que novos ídolos serão eleitos pela torcida.

- O torcedor se incomoda. Mas o Fred saiu e daqui a pouco apareceu o Dourado. O Dourado quando pegava na bola em 2016 era vaiado. O ídolo não é só pelo que ele faz dentro do campo. É o torcedor que cria o ídolo. Claro que o cara está correspondendo ali dentro. E eles vão criar um novo ídolo, não tenha dúvida.

Abel reafirmou que o Fluminense busca um centroavante no mercado para suprir a saída de Dourado. No entanto, garantiu que não pediu o nome de Hernane, do Bahia, sondado pelo clube no começo da semana.

- Hernane eu gosto dele, mas isso não passou nem ao lado da minha sala. O Paulo (Autuori, diretor de futebol) sabe o jogador que eu gostaria de ter. E, além dele, há mais dois jogadores que vão chegar para a gente encorpar mais o grupo.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 23/02/2018, às 18:22

Fluminense e Diego Cavalieri chegam a acordo por rescisão; goleiro negocia com clube inglês

Fora dos planos do Tricolor desde o fim da última temporada, arqueiro entrou na justiça contra o clube buscando rescindir o contrato, assim como Scarpa e Henrique. Nesta sexta-feira (23), as partes chegaram a um acerto

(Foto: FOX Sports)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Fluminense direto no seu Messenger.

O Fluminense anunciou na tarde desta sexta-feira (23 de fevereiro) que entrou em acordo com o goleiro Diego Cavalieri, que teve a rescisão de contrato com o clube publicada no Boletim Informativo Diário da CBF, o BID.



Dispensado de forma conturbada pelo Tricolor no fim de 2017, o arqueiro seguiu o caminho do zagueiro Henrique e do meia Gustavo Scarpa e pediu rescisão na Justiça Trabalhista, alegando atrasos de pagamento. Desde então, Diego e Fluminense iniciaram uma negociação para que o caso fosse resolvido de forma mais amistosa.

O jogador negocia com o Crystal Palace, da Inglaterra, e precisava da liberação do clube carioca. Os valores do acerto não foram divulgados pelo Tricolor das Laranjeiras.

Na publicação, o Fluminense aproveitou para agradecer os serviços prestados pelo goleiro: "O clube deseja sorte ao jogador que sempre honrou com profissionalismo as três cores que traduzem tradição em seu próximo passo na carreira".



Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports