Publicada em 30/01/2018, às 23:13

Zé Ricardo indica Vasco sem mudanças para estreia na Libertadores

Treinador afirma que quer dar consistência ao time, em vez de realizar testes. Partida contra Universidad de Concepción acontece nesta quarta-feira, no Chile

(Foto: GloboEsporte.com)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Vasco direto no seu Messenger.

O Vasco que vai estrear na Libertadores de 2018 não deve ser muito diferente daquele que ensaiou no Campeonato Carioca. Em entrevista coletiva na noite desta terça-feira, o técnico Zé Ricardo deu a entender que não fará mudanças no time-base que vinha atuando, por querer dar mais consistência ao time.

CONTINUA DEPOIS DOS ANÚNCIOS





- A gente tenta dar o mínimo de cara para essa equipe. É início de temporada, e algumas dúvidas que eu não esperava aconteceram. Por isso, qualquer treino é importante para fortalecer a ideia de jogar. Não se deve esperar muitas novidades, porque o temos treinado é o que temos apresentado. Esperamos que o crescimento ocorra – disse Zé.

O treinador, porém, reconheceu que sentirá falta de três jogadores que deixaram o elenco no início do ano: Madson, Mateus Vital e Nenê. É justamente nas vagas destes atletas que Zé ainda procura respostas.

- Não esperávamos as saídas deles. Em virtude disso, são as posições em que tem que se afirmar. Estamos com o plantel aberto, buscando o melhor. Estamos tentando observar o momento para estarmos no melhor nível.

Zé elogiou a Universidad de Concepción, rival do Vasco nesta segunda fase da Libertadores.

- O futebol, hoje, é bem nivelado. Independentemente do tempo de existência do clube. Temos que estar atentos. Se chegaram a fase de Libertadores, é porque têm seus méritos. Têm um técnico jovem, estudioso e sedento para fazer história. Mas o Vasco está preparado.

O Vasco enfrenta a Universidad de Concepción nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Municipal de Concepción. Esta é a partida de ida da segunda fase da Libertadores – a volta acontece na outra quarta, em São Januário.

Conteúdo publicado originalmente no site GloboEsporte

Publicada em 22/02/2018, às 20:46

Empresário de Martín Silva revela que pensou em tirar o goleiro do Vasco

Após ver o goleiro defender três penalidades e garantir a classificação do Vasco para a fase de grupos da Conmebol Libertadores, Regis Marques desabafou em sua conta no Twitter

(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

CLIQUE AQUI e receba notícias do Vasco direto no seu Messenger.

No dia 26 de julho de 2015, Martín Silva viveu um de seus piores dias com a camisa do Vasco. Era a 15ª rodada do Campeonato Brasileiro daquele ano, o Cruzmaltino recebia em casa o Palmeiras e no fim do primeiro tempo já sofria uma goleada por 3 a 0.



Voltando ao time após dois meses fora por contusão, o uruguaio não foi poupado pela torcida, que o vaiou pelas falhas nos gols do adversário. Para piorar, Martín foi substituído no intervalo e após o jogo, o então treinador, Celso Roth, creditou a “erros individuais” a derrota por 4 a 1, além de barrar o arqueiro na sequência do campeonato.

Nesta quarta-feira (21 de fevereiro), após ver o goleiro defender três penalidades e garantir a classificação do Vasco para a fase de grupos da Conmebol Libertadores, Regis Marques, empresário de Martín Silva desabafou em sua conta no Twitter.

“Em pensar que as vaias contra o Palmeiras, da torcida, foi a coisa mais covarde que vi, quase me fez tirar ele do Vasco”, contou o agente, para em seguida fazer uma advertência à torcida. “Só espero que apoiem quando falhar também, pois nas boas estão vários com ele. Quero ver nas más”, finalizou.






Conteúdo publicado originalmente no site Fox Sports